Por thiago.antunes

Rio - Os turistas que chegarem para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) que acontece em julho, no Rio, vão encontrar diárias de hotéis com preços mais em conta, de 30% a 50% menores. Com a taxa de ocupação de 55%, abaixo dos 75% projetados inicialmente para a Copa das Confederações ea Jornada, a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro (Abih-RJ) decidiu promover campanha na rede hoteleira para oferecer descontos para quem vier para a cidade durante o encontro.

A campanha que já começou e se estenderá até o próximo mês, quando dois milhões de jovens católicos, em média, vão vir ao Rio para a visita do papa Francisco. A iniciativa de dar descontos já foi divulgada na página da Abih na internet e nos próprios hotéis.

De acordo com o presidente da Abih-RJ, Alfredo Lopes, a campanha deverá recuperar os turistas que se afastaram devido ao aumento de preços das diárias para os grandes eventos. “Cada hotel dá o desconto que considera razoável para a ocupação de suas vagas. No geral, os descontos têm variado entre 30% e 50%”, destaca.

Sobre a necessidade da campanha na rede hoteleira do Rio, Lopes explica que a diária é um produto muito perecível, ou seja, a reserva de hoje não pode ser feita amanhã, o que significa prejuízo para o setor. Na onda dos descontos nos valores, o presidente da Abih destaca
que eles serão dados em todos os hotéis, do mais barato, ao mais caro. 

“Hotel é mercado e faz parte da economia. Se não estamos conseguindo vender, temos que fazer promoções para atrair os clientes”, ressalta.

Apesar das orientações já terem sido passadas para os hotéis da cidade, tem gerente que não está preocupado com a falta de reservas para o próximo mês. Gerente geral do Hotel Ok, no Centro do Rio, Carlos César Leite conta que as reservas do estabelecimento estão em 100% durante os quatro dias da Jornada Mundial da Juventude.

“Para a Copa das Confederações conseguimos chegar a 80% da capacidade do hotel
e, para a vinda do papa, estamos com lotação máxima”, comemora.

Nesta rede de hotéis que conta com mais dois estabelecimentos no Centro do Rio, as diárias são de R$ 330 para quartos individuais e R$ 380 para quarto duplo. Trabalhando na rede hoteleira há 50 anos, Leite explica que os números negativos divulgados pela Abih não correspondem à totalidade de hotéis na cidade.

“O serviço de hotelaria no Rio é diferente de um lugar para o outro. Os hotéis do Centro são mais em conta e os da Zona Sul mais caros, o que deve ter contribuído para as reservas despencarem”, analisa.

Você pode gostar