Programa para desenvolver turismo avança no estado do Rio

Depois de estrada em Resende, foi contratada empresa para o novo Museu da Imagem e do Som (MIS), em Copacabana

Por O Dia

Rio - O Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur- RJ), financiado com recursos do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), avança no Rio de Janeiro em várias frentes. Depois de entregar a Estrada-Parque Capelinha-Visconde de Mauá, em Resende, em 2011, o Governo do Estado já licitou e contratou a empresa responsável pelas obras de revestimento, instalações e fachadas do principal projeto do programa, o novo Museu da Imagem e do Som (MIS), em Copacabana.

As intervenções têm previsão de início para este mês e de conclusão para o ano que vem. A intenção é tornar o museu um ícone cultural da cidade.

O Prodetur conta com recursos de US$ 112 milhões do BID, com contrapartida de US$ 75 milhões do Estado. A previsão é de que todos os projetos do programa, em 23 municípios, estejam prontos até agosto de 2015.

O Estado também iniciou a construção da Estrada-Parque Visconde de Mauá-Maringá (RJ-151), entre Resende e Itatiaia, e a revitalização de pontos turísticos de Conservatória, distrito de Valença.

Em outra frente, a Secretaria de Turismo investe no projeto-piloto de incentivo à formalização de atividades turísticas em Ilha Grande, Búzios, Visconde de Mauá e Conservatória. Já o Ambiente atua no sistema de ordenamento turístico sustentável de Visconde de Mauá e na implantação do Parque Estadual dos Três Picos.

“Este programa trabalha no processo de desenvolvimento do turismo no Rio de Janeiro. Além das obras, qualificamos o trabalhador com iniciativas como aulas de idiomas, entre muitas outras ações” afirmou o secretário de Turismo, Ronald Ázaro.

Últimas de _legado_Economia