Força Militar: Erros na folha de pagamento

Militares da reserva e pensionistas do Exército estão indignados

Por O Dia

Rio - Militares da reserva e pensionistas do Exército estão indignados com a força. Fontes da coluna relataram que os vencimentos referentes ao mês de julho foram pagos de maneira incorreta, o que fez a folha de pagamento despencar. A situação complicou a vida financeira de alguns militares, que não conseguiram colocar as contas em dia devido ao erro.

Outra fonte da coluna que percebeu o pagamento errado ao verificar a conta corrente no banco, informou que o Exército deixou de pagar R$430 no começo deste mês, pelo soldo referente a julho. Mensalmente, o vencimento total é de R$2.272,52. Mas o que veio discriminado no contracheque foi apenas R$1.841,52, uma dor de cabeça para quem precisa comprar remédios, pagar consultas médicas, além de quitar mensalidades e prestações.

De acordo com informações prestadas pelo Exército, o problema não foi um caso isolado. A instituição reconheceu erros no processamento da folha de pagamento de julho que deixaram militares, da reserva e pensionistas, sem receber os vencimentos totais. Em nota, a força respondeu que “houve um erro técnico no processamento de um dos itens que compõem os vencimentos de alguns militares, especificamente o Auxílio-Invalidez, gerando assim, depósitos com valores menores que o previsto”.

PAGAMENTO NO DIA 7

Ainda de acordo com a resposta enviada por nota, o problema ocorreu apenas no âmbito do Exército e será solucionado até o dia 7 de agosto, na próxima quarta-feira.

28,86% NA PAUTA

Militares estão animados com a notícia de que o pagamento da diferença remuneratória de 28,86% voltou à pauta no Legislativo, após pressão da categoria em Brasília.

PL ESTÁ EM TRAMITAÇÃO

Após reunião do dia 19 de junho, no Ministério da Defesa, foi confirmado que o projeto de lei que trata do assunto está em tramitação para garantir a viabilidade do pagamento.

Últimas de _legado_Economia