Por thiago.antunes

Rio - O preço da cesta básica está mais barato em 13 cidades brasileiras, entre elas o Rio de Janeiro, onde o conjunto de gêneros alimentícios baixou 1,36% e está custando R$ 298,42. Porém, dois itens fugiram à regra e estão encarecendo o café da manhã dos cariocas. Trata-se do leite e do pão, que sofreram elevação de 4,25% e 1,92%, respectivamente. Os dados são do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Analista da Embrapa, Lorildo Aldo Stock afirma que houve aumento da demanda por leite nos últimos cinco anos. Além disto, a elevação de renda da população fez com que o consumo de produtos lácteos também aumentasse 6,1% ao ano. “Estes itens estavam restritos a uma classe, mas passaram a ser mais acessíveis às famílias que ascenderam socialmente”, disse, acrescentando que o preço do leite também foi afetado pela entressafra, período em que se produz menos.

Cristiane dos Santos diz levar para casa sempre o leite mais baratoDivulgação

O litro de leite UHT, o mais consumido, está custando em média R$ 3,40 (no Rio), também por conta de uma alta de quase 5% no consumo. Além disto, em 2012 o país sofreu um desabastecimento, visto a demanda ter sido maior que a produção. “Entretanto, se inicia agora o período de safra e o preço poderá baixar ou ficar estável até o final do ano”, complementou Stock.

O custo fixo do UHT para o produtor está em patamar razoável, oscilando entre R$ 1,10 e 1,20, mas prejudicado pela alta do dólar e por conta dos preços internacionais bastante elevados, o que inviabiliza a exportação. “A dificuldade em encontrar mão-de-obra rural é outro fator que encarece a produção do leite”, explicou o analista. Ele acrescenta que o consumo per capta (por pessoa) de 5,2% é atribuído ao aumento da população, que ultrapassou 201 milhões de habitantes.

Em função da alta do leite, a dona de casa Cristiane Roberta dos Santos, 29 anos, não se apega a uma marca. Ela diz que compra o produto a cada 15 dias e escolhe pelo preço. “Se a caixa fechada com 24 unidades estiver a R$ 27, eu compro logo duas, pois tenho quatro filhos. Por isto, o leite é muito necessário, para o mingau, bolo, vitamina, no chocolate”, disse

Alta do pão

Em relação ao pão, a elevação do preço, que este ano aumentou 6%, foi influenciada pela alta do dólar que encarece a farinha de trigo usada na fabricação. O brasileiro consome, em média, 660 pães por ano, ou dois a cada dia, segundo dados da Associação da Indústria de Panificação.

A Pesquisa Nacional da Cesta Básica do Dieese informa que os itens que mais puxaram para baixo o preço da cesta básica carioca foram a Batata, que recuou 16,71%; o tomate, com retração de 14,46%; o açúcar, que baixou 5,83%; o óleo, que reduziu em 1,70%; e a manteiga, cujo preço caiu 0,84%.

Você pode gostar