Por adriano.araujo

Ro - A partir do primeiro trimestre de 2014, o Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural (Prominp) vai retomar a oferta de cursos de capacitação de mão de obra para suprir a necessidade da indústria fornecedora. A previsão é que, nesta nova fase do programa, sejam capacitados mais 17 mil profissionais até 2017. A divulgação ocorreu duas semanas após a Petrobras fazer um o detalhamento das 39 profissões do setor de petróleo e gás, em um guia publicado pelo DIA

Para os próximos anos%2C as principais funções serão encanador industrial%2C soldador de estrutura%2C caldeireiro%2C soldador naval%2C entre outrasDivulgação

No primeiro trimestre de 2014, será atendida a oferta de vagas solicitadas por fornecedores de grandes empreendimentos da petroleira. Entre eles, estaleiros incumbidos da construção de plataformas de produção, sondas de perfuração e embarcações de apoio nas regiões do Rio, Pernambuco, Espírito Santo, Bahia e Rio Grande do Sul. Também vai atender empresas que participam da implantação do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), em Itaboraí, no Grande Rio.

Para os próximos dois anos, as principais funções demandadas pelas companhias são: pedreiro, armador, encanador industrial, soldador de estrutura, caldeireiro, soldador naval, pintor industrial offshore, montador de andaime, auxiliar de movimentação de cargas e plataformista.

Haverá, também, qualificação para técnicos de operação e manutenção das plataformas e sondas em produção, para as bacias de Campos, Espírito Santo e Santos.

O plano de capacitação foi aprovado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) com um novo modelo, que contará com a participação no processo das empresas fornecedoras de bens e serviços. O Prominp é um programa do Ministério de Minas e Energia (MME).

?INSCRIÇÕES

Os processos de seleção serão conduzidos pelas próprias empresas fornecedoras de bens e serviços do setor, de acordo com o número de vagas, que serão anunciadas em breve no site do Prominp — www.prominp.com.br.

FORNECEDORES

Os fornecedores indicarão o tipo de profissional que necessitam e também destinarão recursos para qualificação dos trabalhadores. Esse aperfeiçoamento levou em conta a experiência resultante de seis ciclos anteriores. Indicou a necessidade de uma maior participação dos fornecedores na definição do processo de seleção dos candidatos e do perfil do trabalhador, garantindo maior absorção pela indústria de petróleo e gás da mão de obra capacitada.

100 MIL

Desde 2006, quando iniciou a qualificação de pessoal, quase 100 mil profissionais concluíram os cursos em 17 estados.

DECRETO

Criado pelo governo federal, por meio do decreto 4.925 de 19 de dezembro de 2003, o Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural (Prominp) tem por objetivo maximizar a participação da indústria nacional na implantação de projetos de petróleo e gás no país e no exterior.

COMPETITIVIDADE

A ampla carteira de projetos desenvolvidos pelo programa, com foco na geração de emprego e no fortalecimento e competitividade da indústria, é produto de um trabalho de articulação que envolve toda a cadeia de petróleo e gás, conduzido pelo Ministério de Minas e Energia e pela Petrobras.

PNQP

Os cursos oferecidos pelo Programa Nacional de Qualificação Profissional (PNQP) são gratuitos e exigem dos candidatos a comprovação de níveis de escolaridade que eles têm (Básico, Médio, Técnico e/ou Superior).

Você pode gostar