Calor torna o ventilador a ‘vedete’ do consumo no Rio

Aparelhos podem ser parcelados em até 14 vezes e saem por preços a partir de R$ 79,90

Por O Dia

Rio - Com a temperatura batendo acima dos 30 graus, e para quem não tem condições de adquirir um ar-condicionado, o ventilador é a grande vedete do consumidor carioca. E o comércio comemora. Nas principais lojas de eletrodomésticos a procura já é grande. E há opções de tamanho e preço para todos os bolsos, mas o cliente deve ficar atento, pois nem todos os aparelhos refrescam como deveria.

A Tele-Rio dispõe de vários modelos, que podem ser pagos em até 14 vezes sem juros no cartão da loja. Além disso, há ofertas para o pagamento à vista. As marcas e modelos que se destacam são Arno, Britânia, Lorensid, Mondial e Faet nos seguintes diâmetros: 30 cm, 40 cm, 50 cm e 55 cm.

Devido ao aumento do calor na cidade, as Casas Bahia e o Pontofrio também reforçaram seus estoques. Conforme nota das duas redes, todas as linhas de ventiladores estão com ofertas de ocasião, destacando-se modelos de 40 cm que saem a partir de R$ 89,90.

Vantagem do ventilador em relação ao ar condicionado é poder levá-lo para casa assim que se sai da lojaErnesto Carriço / Agência O Dia

A rede Extra Hipermercado também dispõe de alguns modelos com preços que variam de R$ 79,90 (o Mondial V-29 30 cm) a R$ 129,90 (o Arno Turbo Sile TS 30 cm e o Mondial NV 40 cm). Valores bem mais em conta que o ar-condicionado Electrolux Eco7F 7500, que custa R$ 829, ou o Consul CCFO7DB 7500, a R$ 859.

Em outubro, a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor - Proteste promoveu um teste com 11 aparelhos de mesa. A entidade informou que três apresentaram falhas de segurança e foram eliminados por colocar o consumidor em risco: Cadence VTR304, o Ventisol Notos 30 cm e Britânia Ventus 30 cm.

Consumo e segurança

A Proteste destacou que, como a segurança sempre foi problema nos testes com ventiladores de mesa, ter oito modelos seguros representou um grande avanço das empresas. Na vazão de vento, os modelos Arno Turbo Maxx e Britânia Turbo Silencium foram os melhores, enquanto o modelo da Mallory deixou a desejar.

Em relação à eficiência, que comparou o consumo elétrico necessário para produção de vento, Arno Turbo Maxx e Britânia Turbo Silencium também se destacam. Os resultados de eficiência desses aparelhos comprovam que é possível gerar boa vazão de vento sem gastar muita energia. Usando o Arno Turbo por seis horas ao dia, um consumidor gasta apenas R$ 2 por mês. Já o Faet Clima pesa apenas R$ 1,50 na conta de energia, mas o Arno Turbo vai produzir um vento 62% mais forte.

A Proteste destaca que os aparelhos estão em fase de certificação pelo Inmetro. A entidade lembra que, mesmo em período de adaptação às normas de segurança do Inmetro, o Código de Defesa do Consumidor determina que os produtos no mercado não podem gerar riscos à saúde ou segurança das pessoas.

Cuidados ao usar o aparelho

Na hora da compra, procure testar o ventilador / circulador. Veja se ele atende à expectativa e “venta” como você gostaria. Leia as instruções da embalagem e do manual de instruções. Se não compreendeu alguma informação, ligue para o SAC do fabricante.

O circulador nunca deve estar ao alcance de crianças, especialmente as menores cujos dedos passam facilmente pela grade. Para fazer a limpeza do aparelho, desligue-o da tomada. Não deixe-o ligado sem necessidade. Ao sair do ambiente, desligue-o. Cuidado e atenção ao mover o ventilador. Desligue primeiro, aguarde a hélice parar de funcionar e somente depois o mova de posição.

Últimas de _legado_Economia