Por bferreira
Rio - Com o saldo do décimo terceiro em conta, o consumidor se sente mais confiante para ir às compras de fim de ano. Mas antes de encher as sacolas de produtos, vale a pena fazer um balanço das despesas fixas do mês de dezembro e dos primeiros meses do ano que se aproxima, para evitar futuros desequilíbrios financeiros. O maior controle do orçamento leva a uma maior tranquilidade para gastar — desde que seja com consciência.
Por Marco Quintarelli
Publicidade
PERGUNTA E RESPOSTA
“Sou muito consumista e raramente me controlo quando vejo promoções. Nesse Natal quero comprar presentes para os familiares, mas como posso fazer isso sem gastar muito e não fazer dívidas? ”
Publicidade
Simone, Vila da Penha
Fim de ano, presentes, promoções — tudo isto estimula o nível de endividamento pessoal e familiar. Para uma vida equilibrada nas finanças, temos que nos preocupar em administrar bem os gastos.
Publicidade
O ideal é sempre estipular um percentual de seus recursos para as despesas fixas mensais, como condomínio, aluguel, contas de luz, e supermercado. No fim do ano, já se organize para as principais despesas do ano seguinte: IPTU, IPVA, material escolar, etc.
O 13º salário é o próprio passe de entrada ao consumo nesta época. Mas cuidado, reserve parte dele para as despesas futuras ou de emergência e, se der, guarde algo na poupança.
Publicidade
Ao comprar os presentes, lembre-se que o mais importante é o que eles representam para quem vai recebê-los. Artesanatos e lembranças de criação própria são interessantes, além de terem um custo baixo.
Faça também uma lista com os nomes das pessoas que não são tão próximas, a quem você irá presentear mais modestamente.
Publicidade
Nas lojas e sites, pesquise bastante e compare ofertas. Se possível, pague a maioria das compras à vista e peça descontos; pechinche sempre.
Ao comprar com cartão de crédito, fuja dos juros de parcelamento. O melhor é não se endividar, mas se o fizer, que o total das despesas não ultrapasse os 30% do ganho mensal.
Publicidade
Não se esqueça também do seu próprio presente, que é sempre merecido. Ainda mais se você conseguiu administrar suas despesas de fim de ano. Um bom planejamento faz com que tenhamos um orçamento mais saudável.
Marco Quintarelli é consultor do Grupo AZO. Segunda-feira, Sucesso nos Concursos
Publicidade