Corrida contra o tempo para passar no concurso do IBGE

Prova será aplicada dia 23 de fevereiro de 2014. Para o Rio são 225 vagas temporárias

Por O Dia

RIo - Os concurseiros cariocas intensificam a corrida contra o tempo de olho na preparação para a prova do IBGE. A seleção acontece no dia 23 de fevereiro do ano que vem. O edital do certame saiu na última terça-feira e Annelise Araújo, de 31 anos, quer assegurar uma das 225 vagas disponíveis para o Rio de um total de 7.825 chances.

Ela estuda oito horas por dia em casa e mais quatro horas assistindo às aulas em cursinho. “Começo por volta das 9h e paro às 17h e vou para o curso até à noite”, relata a aluna da Academia do Concurso.

Organizado pela Fundação Cesgranrio, a seleção é para vagas temporárias para níveis Médio e Superior com salários variando entre R$ 765 e R$ 4 mil. Para agente de Pesquisa e Mapeamento, serão avaliados conhecimentos de Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Geografia e Conhecimentos Gerais.

Annelise Araújo estuda oito horas por dia em casa e mais quatro horas assistindo às aulas em cursinhoDivulgação

No caso dos agentes de Pesquisa por Telefone, serão propostas questões de Português, Conhecimentos Gerais e Raciocínio Lógico. Para a função de supervisor, os conteúdos são de Língua Portuguesa, Conhecimento Específico e Noções de Administração/Situações Gerenciais. Já para analista em Geoprocessamento, as questões serão de Português, Raciocínio Lógico Quantitativo e Conhecimentos Específicos.

Dica é refazer provas

Fazer o maior número possível de provas anteriores depois de estudar a parte teórica é a principal dica do diretor Pedagógico da Academia do Concurso, Paulo Estrella.

“O conteúdo é simples, não haverá surpresa. Para ter bom desempenho é interessante que o estudante conheça de que forma cada um dos assuntos pode ser cobrado”, ensina.

Português e Geografia correspondem a 70% da prova

?O diretor Pedagógico da Academia do Concurso, Paulo Estrella, orienta que as disciplinas de maior valor na prova são Língua Portuguesa, 40% dos pontos, e Geografia, que representa 30% do teste.

Estrella diz que só essas duas disciplinas somam 70% dos possíveis pontos na prova. “Sugiro separar o tempo de estudo no mesmo percentual, 40% do tempo para Português e 30% do tempo para Geografia”.

O especialista orienta que o restante do tempo pode ser dividido, igualmente para raciocínio lógico e atualidades. “Pois cada uma vale 15% do total de pontos”, acrescenta o diretor da Academia do Concurso.

Dicas sobre a Cesgranrio

Camila Faro, professora do Universo do Concurso Público, indica quais cuidados o candidato deve ter com a Cesgranrio, que é a organizadora do concurso. Segundo ela, é importante que o estudante dê bastante atenção aos tópicos citados no conteúdo programático.

“Afinal, a Cesgranrio costuma cobrar questões de diferentes assuntos na tentativa de abarcar tudo o que foi citado”, avisa. Entre outros pontos que são primordiais para a especialista, estão compreensão textual e conhecimento das funções sintáticas do período simples.

Professor de Língua Portuguesa da Academia do Concurso, Márcio Coelho diz que a banca costuma fazer prova que atende a todos os quesitos de uma boa comunicação e expressão. Coelho conta que a organizadora enfatiza muito a parte de interpretação do texto em que privilegia aspectos linguísticos. “Principalmente concordâncias nominal e verbal, regências nominal e verbal, crase, pontuação, acentuação, verbos, pronomes e semântica”, explica.

Fernando Silva, 41, estuda seis horas por dia. “Rendo melhor pela manhã quando faço provas anteriores. À tarde, dou atenção às matérias mais teóricas”, relata Fernando que está desempregado.

Últimas de _legado_Economia