Por paulo.gomes
Rio – O Índice de Confiança do Comércio continuou em queda no trimestre encerrado em dezembro, mas caiu menos do que nos três meses completados em novembro. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira, dia 27, pela Fundação Getulio Vargas (FGV). O Icom teve retração de 3% sobre os últimos três meses de 2012. A variação é 2,2 pontos percentuais menor do que a registrada em novembro (-5,2%).
Em balanço do ano de 2013, a FGV considera que se manteve a tendência de desaceleração registrada desde 2010, ano em que a atividade teve ritmo muito aquecido. No último trimestre, no entanto, a queda havia se acentuado, mas em dezembro perdeu o ritmo. Com a recuperação, "o setor chega na virada do ano de 2014 moderadamente aquecido", conclui a pesquisa.
Publicidade
Em dezembro, o Índice da Situação Atual (ISA-COM) teve o melhor resultado na comparação interanual desde fevereiro, com alta de 2,9%. A recuperação reduziu a queda trimestral interanual do ISA-COM de -9,8%, no trimestre iniciado em setembro, para -6,4%, no trimestre iniciado em outubro.
A variação das expectativas para os meses seguintes passou de -2,1% no trimestre encerrado em novembro para -0,4%, ficando praticamente estável em relação ao resultado do ano passado. Se levado em conta apenas o mês de dezembro, houve queda de 0,3% na comparação interanual.
Publicidade
Na avaliação das empresas, o trimestre encerrado em dezembro de 2013 teve demanda mais fraca que o de 2012. Na média, 23% das empresas disseram que a demanda está forte, e 17,8%, que está fraca. No ano passado, os percentuais foram 27% e 14,5%, respectivamente.
A Sondagem do Comércio constatou melhora na expectativa do setor para os próximos seis meses e para os próximos três meses. No trimestre que termina em dezembro, as projeções foram de variação interanual de -0,3% e -0,6%, quando em novembro tinham sido de -2,2% e -2%.