Por thiago.antunes

Rio - A cachaça Tatuzinho,fabricada pela Indústrias Reunidas de Bebidas (IRB), tem um novo rótulo, que será distribuído por tempo limitado em alusão indireta à Copa do Mundo. A empresa, que também é detentora de marcas como Velho Barreiro e 3 Fazendas, não figura entre as patrocinadoras do evento. No rótulo, o animal símbolo da bebida aparece com uma bola no pé e a seguinte inscrição: “O Rei da Bola”. O mascote oficial da Copa é o tatu-bola, que recebeu o nome de “Fuleco”.

Questionada sobre a referência ao Mundial, a IRB afirmou, em nota, que “não necessariamente” está ligando seu nome à Copa. “O objetivo é fazer alusão comemorativa à marca tradicional surgida na década de 1950”, informou a empresa.

Além do uso não autorizado de suas marcas registradas, as atividades de proteção a produtos da organizadora da Copa 2014, a Fifa, se estendem a iniciativa de marketing ilegais, que tentam tirar proveito do interesse e visibilidade do evento, sem necessariamente fazer ligação direta, implementando campanhas criativas que têm como objetivo se conectar ao evento.

Rótulo da cachaça Tatuzinho%2C válido durante o primeiro semestre de 2014Reprodução Internet

“As atividades de marketing de empresas não patrocinadoras que buscam tirar proveito do enorme interesse do público no evento através da presença física no local também podem configurar o marketing de emboscada. O denominador comum de tais atividades ilegais é que elas procuram principalmente publicidade gratuita”, diz a Fifa, em nota. Sobre se a embalagem pode ser alvo de punições da Fifa, a IRB diz que “não existe possibilidade”.

“A marca, tanto nominativa como fantasia (com ilustração do tatu-bola, inclusive), possui anterioridade [preferência por usar uma marca registrada anteriormente] e registros junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI)”, afirmou a empresa, que também complementou não haver “intenção de operar sob forma de oportunidade inadvertida de associação ou marketing de emboscada”.

Perguntada sobre se o rótulo da Tatuzinho se configura nesta categoria, a Fifa respondeu que “não está em posição de discutir casos individuais publicamente” e esclareceu que “até o momento não tomou qualquer medida legal contra a empresa.” Criada em 1950 em Piracicaba (SP), a Tatuzinho é conhecida por jargões da década de 1960, como: “Ai tatu, tatuzinho, me abre a garrafa e me dá um pouquinho”.

Reportagem de Marília Almeida

Você pode gostar