Sucesso na carreira: Humildade é fundamental

Ansiedade por resultados em conjunto com a falta de experiência podem resultar na combinação perfeita para transformar a tão sonhada primeira chefia em pesadelo

Por O Dia

Rio - Liderar uma equipe não é fácil e essa tarefa se torna ainda mais complexa quando o gestor é muito jovem. A ansiedade por resultados em conjunto com a falta de experiência podem resultar na combinação perfeita para transformar a tão sonhada primeira chefia em pesadelo. O problema é agravado por empresas que promovem seus funcionários sem treinamento.

A solução é o novo líder ter a iniciativa de contratar um orientador, fazer cursos de liderança ou buscar um gestor mais experiente para ser seu mentor. Além disso, humildade é fundamental para ganhar a confiança da equipe e buscar em conjunto as melhores soluções.

Resultados são alcançados por todos, então é importante deixar os funcionários participarem das decisões.

Por Janaina Ferreira

PERGUNTA E RESPOSTA

Tenho 24 anos e vou assumir em breve um cargo de chefia na empresa onde sou contratado. Por ser muito novo, tenho medo de cometer erros que possam me queimar desde cedo no mercado de trabalho. Com o que devo tomar mais cuidado?
>Diogo, Madureira

Olá, Diogo! Nas pesquisas que faço com futuros jovens gestores, observo que uma das principais causas dos deslizes é a ansiedade. O gestor ansioso ouve e conversa pouco com a equipe, o que faz com que ele tome decisões precipitadas e, assim, gere resultados ruins, além de dificultar o relacionamento com os demais funcionários e a equipe.

É bom ser humilde e pedir a opinião dos outros até quando já sabe a resposta. Quando a equipe participa, se sente importante e mais disposta a colaborar. E o líder tem a chance de identificar de onde virão as melhores informações quando não souber a resposta.

O time que você vai comandar espera melhorias. Por isso, não tenha medo de fazê-las. Mas não crie insegurança mudando tudo de uma vez para colocar do seu jeito. É importante fazer proposições em lugar de imposições. O líder seguro não tenta ser super-homem: corre riscos e, às vezes, erra, demonstra suas emoções e diz “nós” em vez de “eu”.

RELAÇÃO COM A EQUIPE

Comece selecionando profissionais competentes para a sua equipe. Ensine e dê autonomia para decidirem o que fazer, mas também ofereça apoio na solução de questões mais complexas. Dê feedbacks diariamente, avalie e reconheça os resultados. Elogie em público, mas critique sempre em particular.

Seus resultados serão alcançados por meio das pessoas. Dessa forma, é importante permitir sua participação ou elas resistirão às mudanças propostas. Procure estabelecer uma relação de confiança com os funcionários, tratando as pessoas muito bem. Conheça as habilidades, motivações e inseguranças da sua equipe. E não se esqueça de fazer cursos de liderança e alinhar seus planos os do seu chefe. Boa sorte!

Janaina Ferreira é professora do Ibmec-RJ

Últimas de _legado_Economia