INSS vai pagar atrasados a mais 47 mil segurados

Crédito será entre 26 de maio e 6 de junho. Acerto faz parte de acordo para corrigir benefício por incapacidade concedido com erro. Lote contemplará 244 mil pessoas

Por O Dia

Rio - Mais de 47 mil benefícios por incapacidade foram revisados pelo INSS e incluídos no próximo lote de pagamento de atrasados. O crédito será feito de 26 de maio a 6 de junho deste ano para 244 mil segurados com direito à correção. O teto do novo lote é de R$ 6 mil. Pelo calendário do instituto, vão receber na próxima leva segurados que tinham idade entre 46 e 59 anos no período de 17 a abril de 2012 e ainda estavam ganhando benefícios por incapacidade.

Os segurados do INSS não precisam ir às agências da Previdência. O pagamento do atrasado é automáticoABr

Para verificar se está na relação de contemplados, o segurado deve acessar www.previdencia.gov.br ou ligar para a Central 135. Na internet, precisa entrar em “Consulta de Revisão de Benefício Previdenciário Artigo 29” e preencher dados, como CPF ou Número do Benefício. Caso opte pelo NB, serão exigidos data de nascimento e nome completo.

O crédito faz parte do acordo de pagamento da revisão, que inicialmente atualizaria 2,3 milhões de benefícios concedidos com erro pelo INSS, entre abril de 2002 e agosto de 2009, firmado em agosto de 2012 pelo Ministério Público Federal de São Paulo com o Sindicatos Nacional dos Aposentados da Força Sindical e a Previdência.

O pagamento dos atrasados, indenização referente aos últimos cinco anos, vem sendo feito de forma escalonada e vai até 2022. O crédito é automático, sem necessidade de ir até uma agência da Previdência Social para requerer as revisões.

Pelo acordo, valores entre R$ 6 mil e R$ 19 mil, vão ser pagos em maio de 2015 para quem tem entre 46 e 59 anos; e valores acima de R$19 mil, em maio de 2016.

Para o segurado com até 45 anos, o crédito ocorrerá até o valor de R$ 6 mil, em maio de 2016; de R$ 6 mil até R$ 15 mil, em maio de 2017; e acima de R$ 15 mil,em maio de 2018.

O trabalhador com benefício cessado ou suspenso receberá diferenças da seguinte forma: 60 anos ou mais em maio de 2019. De 46 a 59 anos, em maio de 2020; até 45 anos, com direito até R$ 6 mil, em maio de 2021; e os que tiverem direitos acima de R$ 6 mil, em maio de 2022.

Últimas de _legado_Economia