Por bferreira

Rio - O Conselho Fiscal da Petrobras aconselhou a estatal que reduza as dívidas para o baixar o custo de financiamento. O risco é que um alto nível de endividamento possa rebaixar a nota de risco da estatal. “Este colegiado recomenda à administração da companhia que envide esforços para reduzir a alavancagem (empréstimos e outras formas de crédito voltados a aumentar as possibilidades de rendimento) da Petrobras tendo em vista que a deterioração deste múltiplo põe em risco o atual rating de crédito”, informa a ata.

O rating, ou nota de risco, é definido por agências internacionais e é usado para que investidores tenham referência sobre a “saúde financeira” de uma empresa e a possibilidade de não pagamento das dívidas e demais obrigações.

A Petrobras tem enfrentado problemas para elevar a sua produção. A estatal também sofre com a defasagem dos preços dos combustíveis no mercado interno em relação ao exterior. As ações da companhia são comparadas às de 2005. No início da semana, a companhia lançou uma oferta de US$ 8,5 bilhões em bônus no exterior.

Você pode gostar