Por bferreira

Rio - No Dia do Consumidor, a internet ganha destaque, após ter se tornado a principal aliada dos clientes na luta por seus direitos. Se antigamente os problemas que não eram resolvidos diretamente com a empresa precisavam ir à Justiça para ter fim, hoje os consumidores reclamam nas redes sociais e, em um clique, conseguem uma solução por parte das companhias. Pensando nisso, o Procon-RJ vai lançar na próxima semana um aplicativo em tablets e smartphones para registrar queixas.

Para Marcos Antônio de Sousa, diretor da Superação Treinamentos e Consultoria, o cliente hoje está mais exigente e bem informado. “O consumidor não aceita mais qualquer coisa. Se ele é mal atendido na loja, vai para a casa e compra na internet, com todo o conforto”, diz.

O técnico em informática João Baptista Alonso Alvares Neto%2C 26 anos%2C reclama de empresas nas redes sociais quando as centrais de atendimento ao cliente não funcionaJoão Laet / Agência O Dia

Isso influenciou também as reclamações, que com as redes sociais ganham mais repercussão, já que as pessoas comentam e até compartilham as críticas publicadas. “As empresas perceberam isso, o que é muito positivo para o consumidor, que ganhou mais um canal de comunicação com as companhias, além de conseguir soluções mais rápidas e menos traumáticas”, explica.

É o caso da estudante de Publicidade Carina Vianna Derschum, 24 anos, que depois de tentar os canais próprios de atendimento ao cliente e não obter resposta — ou solução satisfatória — recorre sempre às redes sociais. “Já tive problemas com um site de compras coletivas. Tentei resolver por e-mail e nada. Coloquei no Twitter e resolveram rapidinho. A mesma coisa com uma fabricante de celulares”, conta. Segundo ela, empresas menores são as que costumam ter o melhor atendimento nas redes sociais.

O técnico em informática João Baptista Alonso Alvares Neto, 26 anos, concorda que companhias maiores muitas vezes não dão tanta atenção às críticas na internet. “Geralmente, quando reclamo de empresas de telefonia no Facebook ou Twitter, não dá em nada. Eles simplesmente bloqueiam”, diz.

Apesar disso, ele já teve experiências positivas. “Uso as redes sociais só em último caso, mas se for uma empresa séria, funciona. Já tive problemas com um site de filmes online e só foi resolvido depois que mandei uma mensagem para o perfil deles no Facebook”, explica.

Telefonia é a que tem mais reclamações

Empresas de telefonia, grandes redes de varejo, TVs por assinatura e instituições bancárias lideraram o ranking de reclamações de consumidores no Procon-RJ em 2013. Secretária estadual de Proteção e Defesa do Consumidor, Cidinha Campos também inclui na lista os supermercados e postos de gasolina.
“O Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) no Rio é ridículo”, criticou ela, lembrando que o Procon recebe cerca de 400 consumidores insatisfeitos por dia.

Para Cidinha, o principal problema é a falta de informação. “Se o consumidor soubesse com facilidade o preço à vista, além das datas para troca e em que condições ela pode ser efetuada, teríamos menos problemas”, disse.

Coordenadora de atendimento do Procon-RJ, Soraia Panella conta que venda casada e demora na troca são queixas muito comuns no comércio. “Muitas vezes, o consumidor nem sabe que está pagando pela garantida estendida de um produto, por exemplo, ou não faz ideia de que ela é opcional”, afirma.

PARA FESTEJAR O DIA DO CONSUMIDOR

DEFENSORIA PÚBLICA
O Núcleo de Defesa do Consumidor (Nudecon), da Defensoria Pública do Rio, promove hoje evento comemorativo na Avenida Presidente Vargas, próximo à Saara, das 9h às 15h. Para celebrar o Dia do Consumidor, o órgão lançou projeto voltado para estimular a solução extrajudicial dos conflitos, por meio de unidade móvel que fará atendimento ao público.

PROCON CARIOCA
Hoje e amanhã, a secretária municipal de Defesa do Consumidor, Solange Amaral, e o secretário municipal de Ordem Pública, Alex Costa, acompanhados por agentes e fiscais da prefeitura vão distribuir nas praias da cidade o novo modelo de tabela de preços comercializados nas orlas cariocas. A operação será feita hoje nas praias do Leblon, Ipanema e Arpoador, a partir das 9h30. Amanhã continua em Copacabana e Leme, a partir das 10h. A expectativa é que 1.300 barraqueiros recebam a tabela, que deve começar a ser usada imediatamente.

SERASA
Hoje, as agências de atendimento da Serasa Experian estarão abertas para receber o consumidor que precise de orientação para regularizar pendências financeiras. Além disso, na ocasião, o cliente que já abriu o seu Cadastro Positivo, terá a oportunidade de consultar o seu histórico por meio de uma consulta com o CPF. No Rio, as agências participantes estão no Centro (Rua da Assembleia 10), em São Gonçalo (Avenida São Gonçalo 100) e Bangu (Rua Fonseca 240).

CARTILHA
Na última quinta-feira, o Procon-RJ e o Sindicato dos Lojistas do Comércio do Município do Rio (Sindilojas-Rio) anunciaram que formaram parceria para a elaboração de uma cartilha destinada aos lojistas, fornecedores e consumidores, que deverá ser lançada antes da Copa do Mundo. O objetivo é apresentar os direitos e deveres de cada um, assim como divulgar novas leis sobre consumo.

Você pode gostar