Por bferreira

Rio - Estamos no mundo para cumprir nossa missão e não para fazer o que faz sentido para os outros. Descobrir o que nos realiza é a principal chave do sucesso, tanto profissional como pessoal.

Para tanto, é preciso saber organizar bem o seu tempo. Dar atenção para todas as áreas da vida é um equilíbrio necessário para alcançar a felicidade. Não adianta se dedicar completamente ao trabalho, sem estar presente na vida dos filhos, por exemplo.

O primeiro passo é saber qual é a ordem de prioridade na sua vida. Gerenciar a rotina é como empilhar pedras, se escolhermos primeiro as pedras grandes, elas sustentarão as menores. As pedras maiores representam nossos valores mais importantes. Veja algumas dicas para melhorar o seu dia a dia.

Por Janaina Ferreira

PERGUNTA E RESPOSTA

“Tenho um bom emprego, ganho bem e trabalho muito. Mas meus filhos estão crescendo e eu mal os vejo. Sou feliz no trabalho, mas me sinto infeliz na vida pessoal. Como posso mudar essa situação e alinhar a carreira com a minha família?”

André, Tijuca

Olá André! O psicólogo americano Jim Loehr fala que para o executivo ser produtivo, lidando com a competição, o estresse e o foco nos resultados, precisa cuidar de quatro dimensões importantes. Ele tem que estar fisicamente energizado, emocionalmente conectado, mentalmente focado e espiritualmente alinhado com seus valores e propósitos de vida.

Você fala de desequilíbrio na dimensão emocional e espiritual, então pergunte-se: O que tem verdadeiro valor na vida para mim? Dedico minha vida ao que dou importância ou aos valores dos outros? Reflita sobre todas essas questões e anote as coisas que são mais importantes para você. Indique também o tempo que você dedica a cada uma delas.

A partir dessas respostas, você poderá analisar o que gostaria de mudar na sua vida e criar rotinas mais positivas. Acredite: os filhos sentem mais a falta dos pais do que de presentes feitos na fábrica.

O compositor Gonzaguinha deu um conselho precioso: “Somos nós que fazemos a vida, como der, ou puder, ou quiser”. Para seguir esse pensamento e ganhar qualidade de vida, os profissionais estão agendando compromissos pessoais e profissionais com igual disciplina.

Como o tempo é curto, a principal dica é escolher bem os programas e alegrar a rotina dos pequenos nos menores detalhes.

Tudo pode ser divertido se a família fizer junto, como cantar no caminho para a escola, assistir a um lindo filme, seguir a trilha das formigas no Jardim Botânico, planejar um fim de semana alegre, ler um livro juntos.

O mais importante é estar presente com energia para acompanhar o crescimento dos seus filhos. Então, sejamos mais felizes lembrando Gonzaguinha: “Viver! E não ter a vergonha de ser feliz”.

Janaina Ferreira é professora do Ibmec-RJ. Amanhã, Sucesso nas Finanças

Você pode gostar