Semana do Microempreender Individual orienta quem quer formalizar a empresa

Sebrae-RJ promove desta segunda até sábado a 6ª Semana do Microempreendedor Individual, com cursos de capacitação em gestão e planejamento de negócios

Por O Dia

Rio - Desta segunda-feira até sábado, o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-RJ) promove em todo o estado a 6ª Semana do Microempreendedor Individual (MEI). A iniciativa visa atender aos microempreendedores e potenciais empresários, tirando dúvidas e oferecendo palestras e cursos sobre gestão empresarial.

A ideia é manter a permanência e a sustentabilidade de um segmento que cresce dia a dia no Brasil. Enquadra-se no segmento de MEI o empresário que fatura até R$ 5 mil por mês ou R$ 60 mil ao ano. Em todo o país, são cerca de 3,6 milhões de microempreendedores.

Na Cidade do Rio, as ações ocorrem, principalmente, em Madureira, sob o Viaduto Negão de Lima e na Quadra da Portela. Ali, os técnicos orientarão os interessados sobre formalização, além de participar de cursos de capacitações gratuitos, as Oficinas SEI.

Em frente a seu hostel%2C a empresária Cristiane Oliveira dá orientação a uma cliente estrangeira%3A "A formalização foi um grande diferencial"Paulo Alvadia / Agência O Dia

Estas abordam temas de gestão e de fortalecimento dos negócios: como controlar o dinheiro; como comprar da melhor forma possível, adquirindo o que necessita com qualidade, preço e prazo favoráveis; como melhorar as vendas e conquistar mais clientes; e sobre empreendedorismo e planejamento, para que o empreendedor possa aprender a agir de forma consciente na tomada de decisões.

“Escolhemos Madureira, pois detectamos que há cerca de 50 mil MEIs na região. São profissionais que atuam em oficinas mecânicas, salões de beleza, nos setores de alimentação, moda, cultura e artesanato, e construção civil”, explica o coordenador do escritório do Sebrae-RJ na Zona Norte, Leandro Marinho.

Além de Madureira, ocorrerão palestras no escritório do Sebrae-RJ da Av. das Américas, 3.555, na Barra da Tijuca, e em cidades de todas as regiões do estado. A programação com dias e horários das oficinas, e os municípios que participam da 6ª Semana, pode ser conferida em https://www.sebrae.com.br/uf/rio-de-janeiro.

Unidades do Sebrae-RJ atenderão interessados em todo o estadoDivulgação

Formalização assegura melhor gestão empresarial

Com o advento da pacificação nas comunidades, além da promoção do eventos esportivos, a microempresária Cristiane da Silva Oliveira, 42 anos, há dois anos decidiu formalizar sua atividade no morro Chapéu Mangueira, no Leme, criando o Hostel Favela Inn. “Sair do informal e passar a ser pessoa jurídica, com CNPJ, foi um diferencial muito grande. Passei a ter nota fiscal e, com isso, a relação tanto com os fornecedores quanto com os clientes mudou para melhor”, conta Cristiane, que agora compra produtos e insumos com um melhor preço, por ser uma empresa. A microempresária diz que também melhorou a gestão do albergue, participando de cursos de capacitação.

Entre as vantagens que o microempreendedor tem estão a abertura de conta bancária, pedido de empréstimos e notas fiscais. Além disso, o MEI é enquadrado no Simples, isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL). Assim, paga apenas o valor mensal de R$37,20 (comércio ou indústria), R$41,20 (prestação de serviços) ou R$42,20 (comércio).

Últimas de _legado_Economia