Feirão da Casa Própria no Rio vai acontecer nos dias 16 e 18

Evento será no Riocentro. Em todo o estado, a Caixa terá 31.820 imóveis para vender

Por O Dia

Rio - A 10ª edição do Feirão Caixa da Casa Própria no Rio de Janeiro vai ocorrer entre os dias 16 e 18 de maio, no Riocentro, em Jacarepaguá, na Zona Oeste. Este ano, estarão à venda 31.820 imóveis nas zonas Oeste, Norte e Sul da capital, além dos municípios de Nova Iguaçu, Duque de Caxias, Nilópolis, Magé, Belford Roxo, Itaguaí, São Gonçalo, Niterói, Maricá e Petrópolis.

No evento, quem contratar o financiamento imobiliário vai poder optar por pagar a primeira parcela somente em janeiro de 2015. A condição vale para os financiamentos com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), assinados durante a promoção, tanto nos feirões quanto nas agências da Caixa Econômica. Em todo o país, os eventos ocorrem de de 2 a 25 de maio.

Durante o evento%2C serão oferecidos mais de mil empreendimentos novos com uma oferta de 300 mil imóveis nas 13 cidades participantesDivulgação

Vice-presidente de Habitação da Caixa, José Urbano Duarte considera que a iniciativa do banco está consolidada como um momento chave para a compra de um imóvel. “O feirão foi uma das alavancas da aquisição da casa própria, nos últimos dez anos. A contratação do financiamento habitacional ao longo desse período, se tornou mais simples e ágil”, assegura.

No ano passado, no Rio, 71.223 pessoas passaram pelo local do feirão e foram negociados mais de R$ 1,5 bilhão entre contratos assinados e encaminhados, correspondendo a 9.017 negócios. Em 2013, o evento ocorreu no Pavilhão 4 do centro de convenções, com área de 22.998 metros quadrados.

Nesta edição, será menor do que em 2013. Desta vez, acontecerá no Pavilhão 2, com 11.464 metros quadrados, das 10h às 21h na sexta e no sábado, e das 10h às 18h no domingo. “Com a criação do feirão, as famílias tiveram mais acesso a informações sobre financiamento, e isso ajudou a desmistificar conceitos sobre a compra do imóvel. O feirão também aproximou ainda mais a Caixa de seus clientes, permitindo saber mais quais são suas vontades e necessidades”, diz o vice-presidente.

A Caixa Econômica vai mobilizar 7.600 funcionários em todo o país para atender aos interessados em comprar um imóvel durante o feirãoDivulgação

Juro a partir de 4,5% ao ano

Para requerer o crédito e comprar a casa própria, no feirão, basta levar documento de identidade, CPF e comprovante de renda. Os interessados também podem obter informações em todas as agências da Caixa ou pelo Serviço de Atendimento ao Cliente (0800 726 0101), disponível 24 horas por dia, inclusive nos fins de semana.

O prazo para o financiamento imobiliário da Caixa é de até 35 anos e as taxas de juros são a partir de 4,5% ao ano, variando de acordo com a renda do cliente e o valor financiado.

O simulador habitacional da Caixa também oferece novidades. A nova funcionalidade permite que o cliente saiba quanto pode financiar antes de definir o valor do imóvel. Os interessados têm como fazer as simulações do crédito imobiliário no endereço www.caixa.gov.br.

Cuidados ao comprar imóvel

Imóvel na planta só é mais barato por conta dos riscos do projeto, que os compradores compartilham com a incorporadora do empreendimento. Não à toa, o preço da unidade aumenta conforme as obras avançam e o prédio está pronto para morar.

Professor de finanças da PUC-SP, Fabio Gallo pontua que os riscos da unidade na planta são diversos: não é possível saber se a construção será seguida à risca, se as obras vão atrasar ou se a construtora pedirá falência. “O desconto no valor da unidade pode não compensar a dor de cabeça e os custos com multas e as ações judiciais”, adverte.

Antecipar a quitação do financiamento pode ser um bom negócio, caso o dono do imóvel tenha planejado um pagamento maior do que as parcelas mensais, e este desembolso não interfira no orçamento da família, além de reduzir o pagamento de juros e diminuindo o custo final. “O banco é obrigado a dar descontos”, diz Fabio Gallo.

A valorização de uma casa ou apartamento vai depender, principalmente, da evolução da renda dos futuros compradores, bem como a atividade econômica do país. “O conselho serve para quem investe em ações na bolsa: o desempenho passado dos imóveis não garante o desempenho dele no futuro”, explica o consultor financeiro André Massaro.

Apartamento em andares altos e com face para o sol tem um custo maior, por conta de ser menos barulhento, e ter vista ampla, além da diminuição de problemas com mofo.

Atraso na entrega

Um grupo de 600 compradores de apartamentos do empreendimento Pátio Carioca Residencial Club, da construtora Brookfield Incorporações, faz hoje um protesto pelo atraso na entrega dos imóveis. Segundo os proprietários, a previsão para receber as unidades era agosto de 2012.

O ato será em frente ao residencial na Rua Bernardo Taveira 275, na Vila da Penha. O servidor público Julio Celso Pereira diz que muitos compradores estão morando de aluguel, já que os imóveis não foram entregues na data prometida.

Por meio de nota, a Brookfield Incorporações informou que o empreendimento encontra-se 95% concluído e que está empenhada em manter “a data de 15 de maio para instalação de condomínio do empreendimento Pátio Carioca, conforme informado aos clientes”.

Últimas de _legado_Economia