Greve de profissionais da educação municipal de São Gonçalo faz um mês

Categoria sairá em caminhada até ao prédio da prefeitura para reivindicar, do prefeito Neilton Mulin, a retomada das negociações

Por O Dia

Rio - Profissionais da rede municipal de Educação de São Gonçalo completaram nesta sexta-feira um mês de paralisação. Eles vão fazer passeata na próxima segunda-feira, a partir das 10 horas, no Bairro Santa Catarina. Os servidores reivindicam 30% de reajuste e implementação de 1/3 da carga horária para planejamento.

A prefeitura informou à coluna que concedeu dois aumentos à categoria: um de 5% em fevereiro e outro de 7% em agosto. E que em maio vai dar outros 7% e que ainda analisa novo aumento para outubro. 

Paralisação de professores municipais de São Gonçalo completa um mêsDivulgação

Segundo a regional do Sepe de São Gonçalo (Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação), a greve tem mais de 90% de adesão dos profissionais. O Executivo municipal não informou quantos professores aderiram ao movimento, mas segundo a Secretaria de Educação, “apenas” 60% dos alunos estão sem aula.

Segundo o Sepe, a passeata terá concentração na sede do Ministério Público, no bairro Santa Catarina. Após a manifestação, a categoria sairá em caminhada até ao prédio da prefeitura para reivindicar, do prefeito Neilton Mulin, a retomada das negociações. De acordo com o município, o prefeito enviou à Câmara dos Vereadores um projeto de lei para eleição direta para diretores de escolas e o texto já foi aprovado.

Auxílio sai até dia 30

Sai até quarta-feira o pagamento do auxílio-qualificação de R$ 500 para os 85 mil professores estaduais ativos e servidores que atuam nas unidades escolares e nas diretorias regionais. A resolução autorizando o pagamento do benefício foi publicada ontem no Diário Oficial do Estado. O bônus é pago para uso livre dos funcionários em atividades culturais e compra de livros.

Prazo de recurso

Servidores da Prefeitura do Rio que tiveram as solicitações indeferidas no Auxílio Material Escolar deste ano podem apresentar recurso a partir de segunda-feira. O procedimento deve ser feito na Central de Atendimento do Previ-Rio, no térreo da sede da prefeitura, na Cidade Nova, das 10h às 16h ou no Poupa Tempo Bangu. O prazo vai até 27 de maio.

Últimas de _legado_Economia