Procon Estadual autua lojas que vendem extintores de incêndio no Rio

Órgão confere veracidade de denúncias feitas ao MP

Por O Dia

Rio - A Secretaria de Estado de Proteção e Defesa do Consumidor (Seprocon), por meio do Procon Estadual, realizou nesta quinta-feira, pela primeira vez, uma ação da Operação Baixa Pressão para vistoriar lojas que comercializam extintores de incêndio no Rio de Janeiro.

O objetivo da ação foi verificar a documentação dos estabelecimentos e certificar o perfeito estado de uso e conservação dos extintores lá existentes. Os dois locais fiscalizados foram alvos de denúncia junto ao Ministério Público e receberam autos de constatação da fiscalização.

Objetivo da ação foi verificar a documentação dos estabelecimentos e certificar o perfeito estado de uso e conservação dos extintores lá existentesReprodução


As duas lojas fiscalizadas - Anti Fire Rocha, localizada no Centro, e Extil Fire, que fica no Lins - não apresentaram registro e nota fiscal da compra de bicarbonato de sódio: o pó químico que é utilizado para recarga dos extintores. Os locais não tinham, ainda, o comprovante de descarte do pó químico vencido, que só pode ser descartado por empresas terceirizadas com normas muito específicas, por ele acarreta riscos à saúde. Os fiscais definiram um prazo de 10 dias para que toda esta documentação seja entregue ao Ministério Público.

A Anti Fire Rocha também foi autuada pelo fato dos extintores de gás carbônico prontos para entrega estarem com peso inferior ao indicado no cilindro.

O Procon Estadual alerta os consumidores que fiquem atentos às marcações do selo, anel de segurança, rotulagem no cilindro, adesivo de validade e o nome da empresa, que devem constar nos extintores. Bem como verificar se o peso dos cilindros corresponde ao descrito no produto.

Últimas de _legado_Economia