Por helio.almeida

Rio - Advogados de Eike Batista vão recorrer da decisão da 3ª Vara Federal Criminal que determinou o bloqueio de R$ 122 milhões de contas bancárias do empresário. O recurso será julgado pelo Tribunal Regional Federal após a defesa e o Ministério Público Federal (MPF) apresentarem seus argumentos.

Além do saldo das contas bloqueado, Eike Batista também teve seus sigilos bancário e fiscal quebrados. O MPF e a Polícia Federal investigam se há envolvimento do empresário em supostos crimes contra o mercado de capitais, a partir de relatório da CVM (Comissão de Valores Mobiliários), órgão regulador do mercado de ações.

Você pode gostar