Procon descarta mais de 500 litros de chope vencidos em restaurantes no Rio

Fiscais encontram até barata 'passeando' em cima de embalagens de presunto

Por O Dia

Rio - O Procon Estadual, órgão subordinado à Secretaria de Estado de Proteção e Defesa do Consumidor (Seprocon), realizou nesta quarta-feira nova etapa da Operação Camisa 10, como parte da força tarefa que montou voltada à Copa do Mundo.

Desta vez, os fiscais vistoriaram restaurantes do Rio de Janeiro especializados na culinária portuguesa. Dos 17 estabelecimentos fiscalizados, 13 foram autuados e serão multados por diversas irregularidades. Ao todo, os fiscais inutilizaram 146kg e 852g de alimentos impróprios para consumo e 525 litros de chope vencidos.

Mais de 500 litros de chope vencidos foram descartadosReprodução


No restaurante Cidade do Porto, em São Cristóvão, os agentes encontraram o caso mais grave: 23kg e 85g de macarrão, queijo, carnes e bolinho de bacalhau sem especificação quanto ao prazo de validade, além de 8kg e 815g de produtos vencidos entre carne de pato, ricota, presunto, macarrão e picles. Foi flagrada, ainda, a presença de uma barata em cima da embalagem de 3kg e 295g de presunto cozido. Todo o material foi descartado.

Na Adega Flor de Coimbra, situada na Lapa, os agentes recolheram 22kg e 475g de alimentos vencidos. Desses, mais de 12kg de bacalhau, além de 6kg e 100g de contra filé, 3kg e 900g de carne de cabrito, e 180g de doces. Já no restaurante Alfaia, de Copacabana, foram inutilizados 3kg e 355g de alimentos impróprios para consumo. O estabelecimento também foi autuado pela falta do Código de Defesa do Consumidor (CDC) e do cartaz que informa o Disque Procon 151 aos clientes.

Fiscais também encontram barata 'passeando' em cima de embalagens de presuntoReprodução


Os restaurantes Cais da Ribeira (Copacabana), Barracuda (Marina da Glória), a filial do Da Silva do Centro, e a filial do Adegão Português localizada em São Cristóvão passaram pela fiscalização sem apresentar qualquer problema.

Balanço da Operação Camisa 10:

1 – Quinta do Bacalhau (Rua do Teatro, 5/Centro): 500g de linguiça sem especificação; 3 barris de 50 litros de chope claro e 1 barril de 30 litros de chope escuro vencidos.

2 - Manoel e Joaquim (Rua Barão da Torre, 162/Ipanema): 1kg de fermento e 1 barril de 30 litros de chope escuro vencidos; 1 kg de morangos mofados; 8kg de corte de frango, 3kg e 500g de camarão, 2kg e 800g de bolinho de bacalhau, 2kg e 800g de provolone e 2kg e 400g de carne seca sem especificação.

3 - Adega Portugália (Largo do Machado, 30/Catete): 7kg e 800g de bacalhau, 2kg e 300g de carne de sol, 9kg de carne de cabrito, 2kg e 200g de lombo e 892g de linguiça sem especãpificação; 2 barris de 50 litros de chope vencidos.

4 - Adegão Português (Rio Design Barra): 3 sardinhas vencidas; 11 linguiças sem especificação.

5 - Restaurante Marisqueira (Rua Barata Ribeiro, 232/Copacabana): 300g de palmito vencidos; 3kg de alcaparras, 2kg e 200g de champignon, 2kg e 300g de peixe, 2kg e 900g de brócolis, 1kg e 700g de frango, 690g de dobradinha, 570g de polvo e 450g de filé bovino impróprios para consumo.

6 - Cidade do Porto (Rua Leonor Porto, 31/São Cristóvão): 1kg de ravióli, 5kg e 200g de pato, 1kg e 135g de ricota, 1kg de presunto e 480g de picles vencidos; 5kg de espaguete, 1kg e 680g de camarão, 1kg e 820g de cabrito, 3kg e 695g de pato, 1kg e 285g de bolinho de bacalhau, 1kg e 690g de peixe, 3kg e 675g de contra filé, 545g de leitão, 400g de parmesão sem especificação; 3kg e 295g de presunto com uma barata em cima da embalagem.

7 - Restaurante Alfaia (Rua Inhangá, 30/Copacabana): 1kg e 600g de damasco e 395g de passas vencidos; 190g de caldo de povo, 570g de manteiga e 600g de azeitonas temperadas sem especificação. Ausência do Código de Defesa do Consumidor e do cartaz que informa o 151.

8 - Da Silva (Praia de Botafogo, 400): 5kg de manteiga, 2kg e 650g de linguiça sem especificação; 1kg de colorante, 500g de arroz, 1kg e 500g de leitão e 1kg e 600g de carne seca vencidos.

9 - Manoel e Joaquim (Rua Siqueira Campos, 12/Copacabana): 150g de bolinho de aipim e 700g de molho tártaro vencidos; 300g de catupiry, 300g de camarão, 150g de mexilhão, 1kg de presunto e 7kg e 200g de massa branca sem especificação.

10 - Restaurante Concha Doce (Praça Desembargador Araújo Jorge/Barrinha): 500g de massa de lasanha, 1kg e 450g de doces vencidos; 100g de peito de peru, 70g de creme de leite, 500g de salmão, 1kg de molho tártaro, 50g de polvo, 50g de presunto de parma, 2kg e 200g de bacalhau, 1kg e 200g de azeitona preta, 650g de doce e 15 litros de chope de vinho sem especificação.

11 - Rei do Bacalhau (Praça Xavier de Brito, 10/Tijuca): 2 barris de 50 litros de chope vencidos.

12 - Adega Flor de Coimbra (Rua Teotônio Regadas, 34/Lapa): 3kg e 900g de cabrito, 12kg e 295g de bacalhau, 6kg e 100g de contra filé, 180g de doces vencidos.

13 - Rei do Bacalhau (Rua Guilhermina, 596/Encantado): 2 barris de 50 litros de chope vencidos.

Últimas de _legado_Economia