Por helio.almeida

Rio - Em comemoração ao Dia da Indústria, o Sistema FIRJAN promove na próxima sexta-feira, dia 23, o seminário “Mercado de Trabalho: Entraves e Avanços Necessários”. O evento acontece na Sede da Federação (av. Graça Aranha, nº 1 / 2º andar), das 9h às 13h, e debaterá os temas jornada de trabalho, desemprego entre os jovens, terceirização, segurança no trabalho, novas relações e velhas legislações trabalhistas.

O objetivo do evento, que terá a participação do presidente da Federação, Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira, é construir um diagnóstico da situação brasileira em relação ao resto do mundo e definir propostas, tendo em vista as experiências internacionais bem sucedidas e o atual movimento de mudança das relações trabalhistas.

No primeiro painel, serão abordadas as experiências dos Estados Unidos, que têm uma das legislações trabalhistas mais flexíveis do mundo, e do México, que passou por recente discussão sobre o assunto e aprovou uma reforma trabalhista que flexibilizou seu mercado de trabalho e o tornou mais competitivo.

Os debatedores serão o americano Johan Lubbe, mestre em Direito do Trabalho e consultor de multinacionais que pretendem investir em outros países; o mexicano Angel Calderón, economista com pesquisas sobre políticas de mercado de trabalho, indústrias, competitividade macroeconômica e projetos sociais; e o brasileiro Gustavo Gonzaga, pós-doutorado em Economia pela Universidade da Califórnia, em Berkeley, que fechará o painel falando sobre as experiências e lições aprendidas na Europa.

Os segundo painel será sobre a situação brasileira e contará com a participação dos consultores José Pastore, José Márcio Camargo, Vantuil Abdala e do desembargador do Tribunal Regional do Trabalho, Nelson Tomaz Braga. O evento será encerrado com a participação do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Mauro Borges.

Você pode gostar