Por leonardo.rocha

Rio - As ações do Banco do Brasil ampliaram queda para mais de 7% nos ajustes após o fechamento do pregão da bolsa paulista desta quarta-feira, assim como outros papéis de instituições financeiras, após o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidir em favor de poupadores no caso de correções sobre planos econômicos.

Ações ampliaram a queda após o STJ decidir em favor de poupadores no caso de correções sobre planos econômicosDivulgação


A ação do BB fechou em baixa de 7,25 por cento, a 22,01 reais. Às 17h00, no fechamento preliminar da bolsa, o papel valia 23,39 reais, em baixa de 1,4 por cento ante o fechamento de terça-feira. Itaú Unibanco e Bradesco caíram mais de 2% cada.

Com a queda, o banco perdeu R$ 4,928 bilhões de valor de mercado. Porém, considerando a máxima das ações da campanhia nesta sessão, que chegaram a R$ 25,50, alta de 3,24%, a companhia perdeu em valor de mercado R$ 7,134 bilhões. O movimento tirou o Ibovespa de perto da estabilidade e o levou a fechar com queda de 0,31%.


Você pode gostar