Por bferreira

Rio - A GM do Brasil convocou ontem um recall para 238,3 mil veículos de dez modelos — Classic, Cobalt, Montana, Spin, Cruze, Cruze Sport6, Celta, Onix, Prisma e Agile — anos 2014 e 2015. Os automóveis apresentam problema no filtro de combustível, que pode vazar próximo ao tanque e provocar incêndio. Há também a possibilidade de desligamento repentino do motor por falta de combustível, com risco de colisão do veículo e lesões graves ou até fatais aos ocupantes e terceiros, segundo o comunicado da empresa.

O conserto deve ser feito mediante agendamento prévio na rede de concessionárias e oficinas autorizadas da Chevrolet. A substituição do filtro é gratuita e está estimada em quinze minutos.

O recall também atinge os proprietários de outros veículos que tenham substituído o filtro de combustível (usando peça genuína da GM) entre 15 de outubro de 2013 e 19 de maio deste ano. Nesse caso, também devem comparecer à concessionária para inspeção e eventual substituição do filtro.

Também ontem, a GM fez novos quatro recalls nos Estados Unidos, que devem somar 2,42 milhões de veículos de passeio. Lá, a montadora estima ter custo de aproximadamente US$400 milhões no segundo trimestre com esses reparos, que incluem os US$ 200 milhões dos cinco recalls anunciados este mês. Os carros Malibu, Pontiac G6 e Saturn Aura apresentaram problemas no sistema de luzes traseiras.

Desde o início do ano, a GM já tem quase 20 recalls em diversos países. Os EUA lideram em número de veículos com problemas. Na semana passada, a montadora foi multada em US$ 35 milhões pela demora no conserto que envolve dez milhões de veículos.

Você pode gostar