Procon-SP multa bancos por demora em atendimento

Caixa, Banco do Brasil, Santander e Bradesco foram autuados

Por O Dia

São Paulo - O Procon de São Paulo multou 29 agências de quatro bancos – Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Santander e Bradesco – por demora no atendimento aos clientes. As autuações também levaram em conta a falta de atendimento prioritário.

O tempo máximo de espera, contado a partir do momento em que o consumidor entra na fila até seu atendimento ser iniciado, deve ser de 20 minutos nos dias normais e de 30 minutos nos de pico – como dias de pagamento –, segundo um compromisso firmado entre as instituições financeiras e a Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Fiscais do Procon-SP, entretanto, ficaram 1 hora e 9 minutos na fila de uma agência do Bradesco no Jardim São Januário, na Zona Sul de São Paulo e 1 hora e 2 minutos numa do Santander na Vila Prel, na mesma região.

No Banco do Brasil, o tempo de espera chegou a 55 minutos numa agência do Grajaú (Zona Sul) e na Caixa, a 51 minutos no Jardim São Luiz (idem).

Ao todo, foram fiscalizadas 83 agências. Das 29 autuadas, 19 pertencem ao Bradesco, cinco ao Santander, três ao Banco do Brasil e duas à Caixa Econômica Federal.

As multas variam de R$ 494 a R$ 7.416.546,55.

O Bradesco informou que desenvolve um programa "intensivo de revisão de processos e sistemas", aliado a programas de formação e aperfeiçoamento dos funcionários, "sempre procurando aumentar o nível de satisfação de seus clientes."

O Banco do Brasil informou que não foi notificado até o momento sobre as autuações citadas e que tão logo seja encaminhado o auto de notificação das irregularidades verificadas serão tomadas as providências necessárias.

Os demais bancos e a Febraban não comentaram.

Com informações de Vitor Sorano


Últimas de _legado_Economia