Números dos primeiros dias da Copa no Rio confirmam sucesso do evento

Hotéis cinco estrelas já batem 97,08% de ocupação e a média geral da cidade deve ficar acima dos 90%

Por O Dia

Rio - O Rio começou a Copa dando um verdadeiro show de bola no quesito turismo. “Se alguém ainda tinha dúvida, os números dos primeiros dias da Copa do Mundo no Rio de Janeiro são taxativos e comprovam o sucesso do evento”, vibra o secretário de Turismo, Antonio Pedro Figueira de Mello. A cidade, que lutou para sediar o centro de mídia, o quartel general da FIFA, o Centro de Treinamento de Árbitros e duas delegações, já comemora a grandeza dos dados registrados ainda no começo do evento.

A hotelaria está em festa: os empreendimentos cinco estrelas já batem 97,08% de ocupação e a média geral da cidade deve ficar acima dos 90%, podendo chegar a 98% na final.

O Fifa Fan Fest, nas areias de Copacabana, já recebeu mais de 120 mil pessoas em quatro dias de funcionamentoFernando Souza / Agência O Dia


O Fifa Fan Fest, nas areias de Copacabana, já recebeu mais de 120 mil pessoas em quatro dias de funcionamento. Foram 20.249 na quinta-feira, 23.700 na sexta, 35.420 no sábado e 41.830 no domingo. O número de profissionais de imprensa também foi alto: 650 cobriram a abertura do evento, na quinta-feira. Nos dias seguintes registraram-se 279 jornalistas na sexta-feira, 307 no sábado e 483 no domingo.

Nos postos fixos de informações turísticas da Riotur, o movimento foi intenso: 15.845 atendimentos entre 09 e 15 de junho, sendo 75,5% de estrangeiros - número 109% acima da média para o período. Somente no Aeroporto, foram mais de cinco mil registros. Já nos dezessete postos temporários, foram 18.555 atendimentos entre 02 de 15 de junho, com destaque para os pontos localizados no metrô (4.690), Galeão (4.900), Maracanã (4.200), Ipanema (2.520) e BRT (2.240).

Os agentes de informações turísticas, que estão distribuídos estrategicamente em pontos de grande movimentação de pessoas, também têm tido muito trabalho: são cerca de 820 atendimentos/dia, totalizando 11.480 entre 02 e 15 de junho. O destaque vai para Centro, Urca e Lapa, que juntos representam quase 50% da demanda diária. O item mais pedido é o mapa da cidade. Colombianos, argentinos e chilenos são os países que mais buscam informações nas blitzes.

A distribuição de material informativo segue a pleno vapor: já foram entregues 150 mil Guias do Rio, 404,5 mil mapas da cidade, 120 mil folders Guia do Espectador e três mil press kits.

Nos pontos turísticos, o movimento também foi intenso. Durante a semana de 08 a 15 de junho, a estátua do Cristo Redentor recebeu mais de 50 mil visitantes, sendo 25.700 via Trem do Corcovado e 24.300 via van (na semana anterior, a título de comparação, foram 15.680 e 15.900, respectivamente). No Pão de Açúcar, que costuma receber três mil pessoas por dia, foram registradas cinco mil pessoas por dia.

O projeto de visitas guiadas gratuitas à pé oferecido pela Riotur, chamado Rio Walking Tour, contou com 212 pessoas nos tour de Ipanema, Copacabana e Centro, entre brasileiros, argentinos, chilenos, franceses, canadenses, australianos, croatas, alemães, espanhóis, iranianos, venezuelanos, americanos, suíços, colombianos e ingleses. 52,4% do público fez os tours do Centro, enquanto 24,1% passearam por Copacabana e 23,5% em Ipanema.

Últimas de _legado_Economia