Abono do PIS/Pasep pago a partir do dia 15 de julho

Com antecipação das datas este ano, calendário está divido em quatro lotes

Por O Dia

Rio - Os trabalhadores com direito ao abono salarial do PIS/Pasep vão poder sacar o dinheiro extra a partir do dia 15 de julho. O Diário Oficial da União publicou ontem o cronograma do pagamento para os inscritos no programa com carteira assinada e que recebem até dois salários mínimos (R$ 1.448).

Veja as datas de pagamentoReprodução

O vendedor Ênio de Aquino, de 45 anos, usará o dinheiro do abono, que equivale a um mínimo (R$ 724), para quitar dívidas. O saque é feito nas agências da Caixa Econômica. “Vou pagar parte do que eu devo para chegar no fim do ano sem dívidas”, disse.

Pelo calendário que foi antecipado este ano, quem faz aniversário em julho, agosto e setembro, começa a receber o primeiro lote nos dias 15, 22 e 31 de julho, respectivamente. Para nascidos em outubro, novembro e dezembro, o pagamento será feito em 14, 21 e 28 de agosto.

Os nascidos em janeiro, fevereiro e março receberão nos dias 16, 23 e 30 de setembro. Para aniversariantes de abril, maio e junho o dinheiro sai 14, 21 e 31 de outubro.

Para os correntistas da Caixa, o benefício será depositado no 15 de julho (nascidos entre os meses 7, 8 e 9), 14 de agosto (meses 10, 11 e 12), 16 de setembro (meses 1, 2 e 3) e 14 de outubro (meses 4, 5 e 6).

O Pasep, que é pago a servidores públicos, pode ser sacado no Banco do Brasil a partir de 15 de julho por beneficiários com final de inscrição no programa 0 e 1; 14 de agosto (finais 2 e 3); 16 de setembro (finais 4 e 5) e 14 de outubro (finais 6, 7, 8 e 9). Os clientes do banco terão o valor depositado automaticamente.

Quem não retirar o dinheiro até 30 de junho de 2015 perde o benefício. Têm direito ao abono os cadastrados há pelo menos cinco anos e que receberam até dois mínimos nos meses trabalhados ano passado.

Para sacar, o trabalhador deve apresentar identidade, carteira de trabalho ou o cartão do PIS.

Benefício foi antecipado para julho

O pagamento do abono (R$ R$ 724) foi antecipado em um mês. Com a mudança, o benefício começa a ser liberado em julho, e não mais em agosto.

A medida foi tomada para evitar a concentração de pagamentos no primeiro mês do calendário.

Outra alteração é em relação a quem tem o abono depositado em conta corrente. Eles receberão de acordo com o mês de aniversário.

A previsão é que serão gastos R$19,9 bilhões com pagamento a mais de 25 milhões de trabalhadores. Valor é R$ 3 bilhões maior que o do orçamento anterior.

Últimas de _legado_Economia