Por bferreira

Rio - É muito comum que os sócios de empresas entrem em conflito, mas é preciso equilíbrio para resolver o problema nessas situações. Além disso, a presença de um profissional especializado em casos como esses é fundamental para a reestruturação da companhia.

O valor de um conflito é alto, como o desgaste entre colaboradores. E acaba afetando diretamente a integração da equipe. Portanto, o problema deve ser resolvido em tempo e adequadamente. Ajudando, assim, o retorno da comunicação.

Os ajustes necessários e a busca por soluções criativas dentro da realidade da empresa precisam ser resolvidos em conjunto. Numa sociedade,como em qualquer empresa, é importante haver comunicação efetiva e a definição clara de funções.

Por Cezar Vasquez

PERGUNTA E RESPOSTA

“Entrei como sócio de uma pizzaria na Zona Sul há um ano. Mas o restaurante já possuía dívidas trabalhistas e passava por problemas de gestão. Hoje estou à frente do negócio e tudo está mais estável, mas a todo imprevisto eu tenho que tirar o dinheiro do meu bolso, e os outros sócios não se mobilizam para ajudar. O que devo fazer?”

Luiz, Botafogo

Prezado Luiz, você não especificou na pergunta se é o sócio majoritário ou não, pois, em geral, é o que arca com a maior parte das despesas numa empresa. Além disso, é importante ressaltar que, em uma sociedade limitada, a responsabilidade dos sócios é restrita ao valor do capital social, ou seja, recurso que cada um se compromete a injetar na sociedade.

Qualquer uma das partes pode ser chamada a integralizar as quotas caso alguém não assuma seu compromisso. A integralização deve ser feita não só em dinheiro, mas usando também qualquer bem suscetível de avaliação econômica.

No entanto, independentemente disso, o que há na sua empresa é um conflito entre os sócios, que, na maioria das vezes, pode ser resolvido com mediação, feita por um profissional especializado no assunto. O custo de um problema mal resolvido é muito alto, desperdiça valiosa fonte de energia e afeta o trabalho da equipe inteira.

Portanto, se for resolvido em tempo e adequadamente, vai ajudar na retomada da comunicação na empresa, a fazer os ajustes necessários e a buscar as soluções criativas dentro da realidade de cada companhia.

Numa sociedade, é fundamental que haja comunicação efetiva e a definição clara de funções e atribuições de cada sócio dentro da empresa, com objetivo de evitar problemas mais complexos.

O Sebrae do Rio de Janeiro auxilia os empresários em caso de mediação de conflitos como esse. Oferecemos palestras, cursos e a própria mediação empresarial, a fim de orientar os clientes. Para obter mais informações, visite uma de nossas unidades (os endereços estão em http://goo.gl/QZlIl) ou ligue para 0800 570 0800.

Cezar Vasquez é superintendente do Sebrae-RJ. Amanhã, Sucesso nas Compras

Você pode gostar