Por bferreira

Estaods Unidos - As redes norte-americanas de fast food McDonald’s e KFC pediram desculpas ontem aos consumidores, após flagrante de irregularidades no uso da carne na China. Reportagem de TV teria filmado trabalhadores de uma fábrica da companhia norte-americana OSI, que fornecia carne em mau estado para restaurantes para as duas companhias.

As duas gigantes pediram desculpas depois que reguladores chineses fecharam a fornecedora. Foi uma reação a uma reportagem na televisão local, mostrando trabalhadores pegando pedaços de carne do chão de uma fábrica e misturando carne com validade vencida à carne fresca. As empresas informaram que não vão mais usar a abastecedora.

A notícia, que deu foco ao McDonald’s e à Yum, controladora da KFC, leva as companhias de volta à linha de fogo após o escândalo de 2012, que envolveu frango com excesso de antibióticos. Não está claro se a fornecedora de carne, unidade local da companhia de alimentos norte-americana OSI Group, pode ter vendido os produtos a outros clientes. Em nota, a OSI pediu desculpas e declarou estar “chocada”, assegurando que estava tratando o problema “diretamente e rapidamente.”

“Se comprovadas, as práticas descritas nas reportagens são completamente inaceitáveis para o McDonald’s em qualquer lugar no mundo”, disse uma porta-voz da rede baseada na China. A Yum, que estava se recuperando do escândalo de 2012 no seu mercado mais importante, evitou fazer comentários sobre o assunto.

Já o McDonald’s disse que agora pode enfrentar uma escassez de produtos em seu terceiro maior mercado, em número de lojas.

Você pode gostar