Por tamara.coimbra

Rio - A demanda do consumidor brasileiro por crédito caiu 10,2% em julho em comparação com o mesmo mês do ano anterior, informou a Serasa Experian nesta quarta-feira. A queda, segundo economistas da Serasa, mostra que o consumidor continua "relativamente retraído ao crédito tendo em vista as condições conjunturais mais adversas deste ano: estagnação da economia, juros mais altos, crédito mais difícil e menor nível de confiança dos consumidores", escreveram em comunicado.

Na comparação com junho deste ano, porém, a busca do consumidor por crédito registrou alta de 11,7%. De acordo com os economistas da Serasa, a alta reflete a menor quantidade de feriados e paralisações em julho devido ao encerramento da fase de grupos da Copa do Mundo.

Na análise por faixas de renda, a procura por crédito entre consumidores com rendimentos de até R$ 500 mensais despencou 30% em julho na comparação anual. Entre aqueles com rendimentos entre R$ 500 e R$ 1 mil mensais, houve recuo de 12,2%.

Na faixa de renda entre mil e R$ 2 mil mensais foi registrada queda de 2,9%; entre consumidores com rendas mensais entre R$ 2 mil e R$ 5 mil reais, a queda foi de 6,4%.

Entre consumidores das faixas de rendas mais altas, entre R$ 5 mil e R$ 10 mil mensais, e mais de R$ 10 mil mensais, as quedas registradas atingiram 9,2% e 8,6%, respectivamente, segundo dados da Serasa.

Você pode gostar