Médicos peritos da Prefeitura do Rio entram em greve

Os profissionais reivindicam uma diferença salarial de R$ 753, quando comparados ao pessoal da Secretaria Municipal de Saúde

Por O Dia

Rio - Os médicos peritos da Prefeitura do Rio entram em greve hoje por quinze dias. A decisão foi tomada em assembleia, após o Sindicato dos Médicos do Rio não receber uma sinalização da prefeitura sobre os pleitos da categoria. Segundo a entidade, mais de 600 servidores são atendidos diariamente pelos médicos peritos. Entre as responsabilidades estão perícia médica, avaliação de doenças e encaminhamento para aposentadoria do servidor.

Os profissionais reivindicam uma diferença salarial de R$ 753, quando comparados ao pessoal da Secretaria Municipal de Saúde. Os médicos explicam que isso resulta em uma defasagem salarial maior ainda, já que as gratificações por desempenho são calculadas em cima do piso remuneratório.

Médicos peritos da Prefeitura entram em greveDeisi Rezende / Agência O Dia

“Não é verdade que os salários dos peritos municipais correspondem a R$7 mil. Esses médicos têm como vencimento básico R$ 940 e gratificações que somam no total um pouco mais de R$ 4 mil. Inclusive esse vencimento básico é inferior ao dos garis”, argumenta Jorge Darze, presidente do Sindicato dos Médicos.

Segundo ele, os servidores estão dispostos a negociar durante a paralisação. “A nossa torcida é para que tenhamos resposta positiva sem que seja necessário estender o prazo de 15 dias de greve”, espera.

O médico perito Marcio Dionysio se mostrou decepcionado com a demora no processo de negociação: “A categoria espera o reconhecimento dos pedidos e o estabelecimento de um cronograma de negociação.” De acordo com o sindicato, a própria prefeitura já reconheceu em 2009 a falta de efetivo no quadro de médicos peritos no município. Ainda não há previsão de nova reunião.

Últimas de _legado_Economia