Por bferreira

Rio - Para reverter os prejuízos com os feriados e da Copa do Mundo, os lojistas do Rio apostam em um crescimento de 4% nas vendas com a semana do Dia das Crianças. Para tanto, alguns comerciantes estão com promoções, parcelamento e oferecendo descontos que podem chegar a 28%. O DIA fez uma lista de produtos para ajudar os pais a escolher o brinquedo dos pequenos.

Natasha vai dar para a filha a boneca Baby Alive%2C de R%24 170. “Como não posso levá-la à Disney%2C vou comprar a boneca”Cacau Fernandes / Agência O Dia

É o caso da boneca Barbie Dreamhouse, que tem 25% de desconto nas Lojas Americanas, de R$ 69,90 para R$ 49,90, sendo possível parcelar (2x de R$ 24,95).

Outra boneca, a Baby Alive (R$ 170) foi escolhida por Natasha Fernandes, de 32 anos, para dar à filha de 7 anos. “Como não vou poder levá-la à Disney, vou comprar essa boneca”, disse.

DATA MOVIMENTA R$ 3,8 BI

Para os pequenos, a dica é o grupo de jogos que exploram formas e cores, como o Caixa Encaixa. No site do Magazine Luiza, o brinquedo que custava R$ 99 sai por R$ 89, ou 4x de R$ 22 (10% de desconto).
O jogo educativo é o que pretende dar a professora de língua dinamarquesa Betina Lauinstsen, 34 anos, quando a filha Malou, com 4 meses, estiver um pouco maior. “O importante é presentear quem a gente gosta”, declarou. Outra dica é o DVD Galinha Pintadinha: R$ 20,93 na Submarino.com.

Os brinquedos e os eletroeletrônicos deverão responder por 24,7% do faturamento do varejo. Entre os aparelhos mais pedidos pela garotada está o videogame. Na rede Wall Mart, o Playstation 4 está por R$ 1.979, ou 10x de R$ 197,90.

Já o Boticário lançou o kit Spulókis Meninas, que traz colônia, shampoo e condicionador. Para os meninos, tem colônia, shampoo e fixador em gel para cabelos. Ambos por R$ 59,99.
Ainda assim, os comerciantes estão com otimismo moderado. “Devemos ter uma alta de 4% nas vendas. É o que espera 80% do comércio”, diz Aldo Gonçalves, presidente do Clube dos Diretores Lojistas do Rio (CDL-Rio).

Quarta data mais importante para o comércio, o Dia das Crianças deve ter baixo faturamento por conta do crescimento lento do mercado de trabalho e o crédito caro, afirma o economista da Confederação Nacional do Comércio, Fabio Bentes.

“Esses fatores restringem a manutenção do ritmo de consumo verificado nos últimos anos”, explicou. A data deve movimentar R$ 3,9 bilhões.

Com as promoções já valendo, a faturista Andressa Lopes, 38 anos, comprou um boneco Transformers para o filho de 4 anos. “A loja estava vazia e o brinquedo, na promoção”, contou a mãe, que gastou R$ 80 com o boneco.

Você pode gostar