Empresas evitam contratar pessoas bonitas demais, revela pesquisa

Mulheres bonitas têm suas chances de contratação reduzidas em até 30% em comparação às não tão atraentes

Por O Dia

Ao contrário de estudos norte-americanos, que afirmam que as pessoas bonitas têm mais oportunidades de emprego e de promoção, uma pesquisa feita pela Elancers apontou que a maioria dos recrutadores (46%) evita contratar pessoas muito bonitas para as vagas disponíveis.

Feita com 2.075 recrutadores no Brasil, a pesquisa evidenciou que apenas 2% dos pesquisados admitiu buscar no mercado pessoas com beleza acima da média. O estudo constatou, ainda, que há pelo menos 1% de empresas que contratam, deliberadamente, profissionais considerados feios ou feias.

Pessoas com aparência mediana levam a melhor, sendo preferidas por mais de 45% dos recrutadores, seguidas das de boa aparência, que têm 40% da preferência ao buscar uma vaga de emprego.

Segundo um estudo de dois economistas israelenses, Bradley J. Ruffle e Ze'ev Shtudiner, apresentado em 2010 na Universidade de Londres, as mulheres bonitas têm suas chances de contratação reduzidas em até 30% em comparação às não tão atraentes pelo fato de que a seleção é feita, via de regra, por mulheres (96%), solteiras (67%) e com idade média de 29 anos.

Últimas de _legado_Economia