Por tamara.coimbra
Publicado 06/11/2014 12:07 | Atualizado 20/11/2014 01:03

Rio - O desemprego no país voltou a cair e a renda média do trabalhador brasileiro subiu em outubro. A taxa de pessoas desocupadas baixou dois pontos percentuais de 4,9% em setembro para 4,7% no mês passado. É o menor índice para o mês de outubro desde o início da série, em março de 2002, apurada pelo IBGE. Já os salários médios dos brasileiros subiram 2,3% em outubro frente a setembro, chegando a R$ 2.122,10. A pesquisa do instituto é feita em seis regiões metropolitanas do país e foi divulgada ontem.

No mês passado, a indústria, o comércio e outros serviços impulsionaram o rendimento dos trabalhadores. Na comparação com outubro de 2013, subiu ainda mais: 4%. Em termos de rendimentos, é também a melhor série histórica desde março de 2002.

O levantamento constatou ainda que o Rio é a capital com a maior renda média: R$ 2.362,10. No entanto, houve ligeira alta do desemprego, de 3,4% para 3,8%, no mesmo período, perdendo para Belo Horizonte (MG), com 3,5%, o posto de região com menor índice de desempregados. O Rio manteve-se na segunda colocação em relação às outras regiões.

Segundo Adriana Araújo Beringuy, técnica da coordenação de Rendimento e Trabalho do IBGE, houve uma redução de pelo menos 22 mil postos de trabalho no Rio, passando de 197 mil, em setembro, a 219 mil pessoas desocupadas no mês passado. Um aumento de 10% do número de desempregados.

No entanto, Adriana Beringuy afirmou que o percentual é pequeno quando comparado aos 5,750 milhões de pessoas empregadas no estado. “O desemprego no Rio está estável. Em setembro, o estado possuía a menor taxa de desemprego, de 3,4%, mas o índice fechou outubro em 3,8%, perdendo apenas para Belo Horizonte que passou de 3,8% para 3,5%. Já São Paulo apresentou a terceira menor taxa de outubro, de 4,4%”, disse.

Sérgio Romay, secretário estadual de Trabalho e Renda, avalia que o cenário no Rio ainda é de pleno emprego. “Mantemos uma boa margem de empregabilidade. Entramos agora em um período muito favorável com o aumento de vagas para o Natal. Apesar de temporários, muitos são efetivados ao final do contrato”, ressalta.

Rio com mais de 12 mil vagas

A Secretaria Estadual de Trabalho e Renda oferece 8.478 vagas de emprego nesta semana. Na Região Metropolitana, o destaque vai para as 3.040 oportunidades de operador de telemarketing e 522 chances para vendedor de comércio varejista. Informações dos postos de atendimento: (21) 2332-9999 ou no site www.rj.gov.br/web/setrab.

A Secretaria Municipal de Trabalho e Emprego está com 2.698 vagas, além de mais 641 oportunidades de para pessoas com deficiência, totalizando 3.399 chances. O currículo deve ser enviado para smte.selecao@gmail.com.

A Mira Gestão em Recursos Humanos está selecionando 390 operadores de telemarketing receptivo. Os interessados devem comparecer para entrevistas amanhã e de segunda a quarta-feira, das 8h30 às 14h, na Rua Miguel Couto, 105, grupo 409 a 412, no Centro do Rio. Mais informações: (21) 2518-8770.

A Consultoria de Recursos Humanos Top Quality recruta 310 profissionais de telemarketing. Os interessados devem comparecer de segunda a quarta-feira, às 13h, na Avenida Rio Branco 81, no 19° andar, no Centro do Rio.

Profissionais tentam vagas no Sine-RJ

O ajudante de eletricista Marcelo Santos, 36 anos, morador de Inhaúma, busca emprego há um mês. Ele fez curso de qualificação para aumentar a chance de conseguir uma nova ocupação. “Continuo procurando vaga. Entrei até para um curso da minha área para melhora. A cada obra que termina fico sem emprego”, conta Santos que ontem procurou o posto do Sine da Rua São José, no Centro do Rio, para conseguir emprego.

Você pode gostar