Sucesso na carreira: Como lidar com o novo chefe

O quadro pode não parecer fácil, mas você ainda deve tirar vantagens dela desenvolvendo habilidades relacionais

Por O Dia

Rio - Vocês jogavam futebol, tomavam chope juntos e até reclamavam da empresa um para o outro. Mas o seu chefe saiu da firma. E agora? Como lidar com um novo profissional que substitui uma pessoa querida e carismática? A solução para essa situação é não comparar a nova liderança com a antiga. Além disso, é fundamental respeitar as diferenças e saber que todos têm defeitos.

O quadro pode não parecer fácil, mas você ainda deve tirar vantagens dela desenvolvendo habilidades relacionais. Afinal, o ambiente de trabalho é cheio de exercícios nesse âmbito. Desde o momento que se pede ajuda a um colega a, até mesmo, receber um retorno negativo. É preciso saber agir sem criar inimigos na empresa.

Leia abaixo como encarar essa situação.

Por Janaina Ferreira

PERGUNTA E RESPOSTA

“Tinha um chefe muito legal, mas ele saiu da empresa. O novo veio de outro mercado e não entende nada do trabalho. Para piorar, ele quer mostrar serviço e cobra demais da equipe, que está desmotivada. O que posso fazer para mudar essa situação?”

Luan, Maracanã

Olá, Luan! Para lidar bem com essa nova situação você pode experimentar algumas dicas. Primeiro procure conhecer melhor o seu chefe, o mercado de onde ele veio e seus objetivos na empresa.

Nesse momento, é importante manter a mente aberta. Também fale de você e demonstre interesse por ele: nós lidamos melhor com o que conhecemos.

Respeite as opiniões e procure entender cada pensamento e ideias dele mesmo que todos pareçam estranhos ou diferentes. Se for preciso criticar alguma coisa, faça de uma maneira gentil, sem ser arrogante.

Baseie-se em fatos de dados e prepare o discurso antes. Saber criticar da forma adequada talvez seja uma das competências mais desafiadoras atualmente, mas é fundamental para a boa convivência.

Em resumo, a dica em comum para todos os casos de novos colegas no ambiente de trabalho é respeitar as diferenças. Podemos até não enxergar, mas cada um de nós temos algum defeito, sem dúvida! No seu caso, a solução começa com o exercício de não julgar o chefe atual ou compará-lo com o anterior. Isso só dificultará o seu relacionamento com ele em todos os momentos na empresa.

Vivenciar um relacionamento não muito fácil no ambiente de trabalho pode ser encarado pelo profissional como uma situação estressante ou como uma oportunidade de aprender uma das competências mais difíceis no dia a dia: desenvolver a habilidade relacional.

Para quem está determinado a melhorar os relacionamentos, experimentar mudar de atitude é um desafio que rende grande aprendizado. Como o ambiente de trabalho é intenso e constante, é uma ótima forma de treinar essa característica.

Boa sorte no desafio!

Janaina Ferreira é professora do Ibmec-RJ. Amanhã, Sucesso nas Finanças

Últimas de _legado_Economia