Por bferreira
Rio - Aliada aos altos níveis de endividamento, a aproximação das festas de fim de ano e o pagamento do 13º salário, aumentou a procura para renegociar dívidas nos dois últimos meses do ano. Com as facilidades propostas por instituições financeiras e feirões de renegociação de dívidas no país, o consumidor consegue “limpar o nome” e recuperar acesso ao crédito.
Segundo o último levantamento feito pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), a quitação de dívidas dos consumidores em todo o país — obtida a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplência — teve alta de 6,7% na comparação mensal, de novembro contra outubro deste ano. Porém, no período acumulado do ano, de janeiro a novembro, houve queda de 3,1%, em comparação com 2013. O que mostra movimento pontual do mês propício à renegociação.
Publicidade
Somente no Rio houve aumento de 4,9% das dívidas quitadas em novembro, em relação ao mesmo mês de 2013, de acordo com os registros do Clube de Diretores Lojistas (CDLRio). Ao comparar novembro com o mês anterior, os registros de dívidas quitadas cresceram 0,3%. Para a organização, isso mostra que o consumidor recuperou o crédito para o Natal. Segundo os lojistas cariocas, haverá crescimento de 3% nas vendas em relação ao ano passado
No “Super Feirão Limpa Nome”, organizado pela Serasa Experian para todo o país, que contou com versão online e ocorreu entre 4 e 21 novembro, 2,7 milhões de pessoas buscaram renegociar dívidas pela internet — recorde de público se comparado às edições anteriores. Já no evento presencial, que aconteceu de 4 a 8 de novembro, em São Paulo, foram atendidas cerca de 20 mil pessoas.
Publicidade
Entre as maiores campanhas de renegociação, a ação “Acertando suas Contas” entre os dias 2 e 6 deste mês, da Boa Vista SCPC, no estacionamento do Shopping Metrô Itaquera, em São Paulo, atendeu a cerca de 63 mil pessoas entre consultas ao CPF e orientações para limpar o nome.