Por bferreira
Rio - Os passageiros vão ganhar uma nova ferramenta para avaliar os aeroportos do Rio (Tom Jobim/Galeão e Santos Dumont), São Paulo (Congonhas e Guarulhos) e Brasília (Juscelino Kubitschek). A Secretaria de Aviação Civil vai lançar este mês um aplicativo em que os usuários dos terminais poderão enviar críticas e elogios em relação a atendimento, tempo de espera na fila do check-in, limpeza, entre outros itens.
Eliane e Alexandre elogiaram o Aeroporto Santos Dumont e aprovaram a ideia do aplicativo para críticasCarlo Wrede / Agência O Dia

Um piloto do programa será testado entre os dias 19 de dezembro e 6 de janeiro do ano que vem. Ele será usado em celulares e tablets com sistemas iOS e Android, e acessado também pela internet. A empresa responsável pelo aplicativo será a Colab (www.colab.re), que já presta serviços semelhantes para as prefeituras do país.

O nome do aplicativo ainda não foi divulgado, mas isso deve acontecer nos próximos dias. Os relatos dos passageiros serão repassados para as administradoras dos aeroportos, que terão um prazo de 48 horas para responder. Inicialmente, porém, não haverá punições em caso de descumprimento do período.

O funcionário público Alexandre Jordana, 36 anos, e a professora Eliane Ribas, 48, vieram de Porto Alegre passar férias no Rio e elogiaram a iniciativa da secretaria. “É interessante para os passageiros ter uma ferramenta para fazer críticas. Mas, no nosso caso, não temos do que reclamar. Gostamos muito da infraestrutura do Santos Dumont. Os banheiros estavam limpos e há muita variedade de alimentação”, conta Eliane.
Publicidade
Para a assessora Claudia Daiane Reinke, 32, no entanto, é importante que as críticas dos usuários sejam ouvidas e, os problemas, resolvidos. Ela veio do Paraná para o Rio a trabalho. “A iniciativa é válida, desde que as sugestões dos usuários sejam acatadas e resultem em melhorias nos aeroportos. Esses aplicativos são bons, mas muitas vezes não geram resultados”, pondera.
Por meio da assessoria de imprensa, a Secretaria de Aviação Civil informou que a expectativa é que o aplicativo “colabore com a constante melhora dos serviços à população”.
Publicidade