Concurso da Procuradoria do Estado sairá no início de 2015

Previsto apenas para cadastro de reserva, há chance de o órgão oferecer vagas efetivas

Por O Dia

Rio - Entre os concursos que lançarão edital no início de 2015, um dos mais esperados é o da Procuradoria Geral do Estado do Rio de Janeiro (PGE). Inicialmente programado para lançar seleção para cadastro de reserva, especialistas no setor afirmam que existe grande chance do órgão oferecer vagas efetivas.

A banca do último certame, em 2009, foi a Fundação Carlos Chagas (FCC) que está cotada para organizar a próxima seleção. Para o cargo de técnico, que exige o Nível Médio, a remuneração é de R$ 4.542. Já na função de analista, que é destinada para graduados, é de R$ 6.382.

Estudioso e disciplinado%2C Claudemar está confiante em obter a vaga Divulgação

Karina Jaques, professora do curso online Agora Eu Passo, afirma que, caso seja confirmada a FCC como a organizadora, o concurseiro enfrentará uma prova cansativa, cheia de pequenas armadilhas usando a pontuação, a semântica, a literalidade da norma (jurídicas) e alguma situação hipotética para exigir mais atenção do candidato. “É necessário estudar a parte teórica com antecedência, aproveitando que o edital não foi lançado ainda, e treinar questões de provas anteriores”, diz a especialista.

Segundo Fernando Bentes, diretor do site Questões de Concursos, na espera do novo edital, o candidato deve se preparar com base no último certame. Bentes informa que as disciplinas cobradas, para o exame de Nível Superior, se dividem em duas: Português, com 25 questões de peso um e Conhecimentos Específicos, com 45 questões de peso dois. “Este critério aponta a tendência de a prova valorizar o conhecimento especial de cada cargo. Por isso, recomendo ler atentamente o programa do edital e se dedicar ao máximo as estas disciplinas, que serão os diferenciais”, ressalta Bentes.

Ele acrescenta que, para cada hora estudada de Português, deve-se estudar cinco horas de Conhecimentos Específicos. “Já para o Nível Médio para cada hora de Português ou Informática, deve-se estudar três de Direito Constitucional, Administrativo ou Processual”.

Aluno do Universo do Concurso, o técnico em instrumentação elétrica Claudemar França, 62 anos, é marinheiro de primeira viagem em concursos. Ele fez recentemente a prova do Tribunal de Justiça e afirmou que foi bem. “Agora vou manter o foco para a PGE. Tenho certeza que vou passar, pois gosto de estudar e sou muito disciplinado”, diz otimista.

Começar pelo edital antigo

Diretor pedagógico da Academia do Concurso, Paulo Estrella afirma que é fundamental que os interessados no concurso da PGE iniciem os estudos o mais rápido possível pois, como o último edital é relativamente antigo, pode haver inclusões ou substituições de disciplinas. “Quanto maior o domínio dos conhecimentos do edital antigo no ato da publicação do novo edital, mais tempo o candidato pode destinar ao estudo das novidades. Quem puder se dedicar mais às novas disciplinas deve garantir uma boa colocação”, orienta.

Estrella informa como possíveis novidades da próxima prova o Raciocínio Lógico Matemático (RLM) e alguma disciplina associada a conteúdos de administração. “De qualquer maneira isso é apenas uma possibilidade que o candidato não pode nem deve perder tempo com isso agora. O foco é trabalhar os conteúdos cobrados em 2009”, aconselha.

Últimas de _legado_Economia