Preço da ceia de última hora varia 80%

O DIA mostra que quem deixou compras para véspera do Natal terá que pesquisar se quiser economizar

Por O Dia

Rio - O Natal já está batendo à porta e mesmo assim há famílias que ainda não programaram a ceia. Felizmente, dá tempo de comprar todos os itens e pagar um pouco menos, se o consumidor pesquisar os preços. Levantamento feito pelo DIA em diversos estabelecimentos da cidade mostra que a diferença nos valores dos principais produtos da cesta natalina chega a 80%, considerando uma refeição para quatro pessoas.

Teresa (D) e Norma foram ao Cadeg ontem escolher vinhos para a ceia e também dar de presente. Elas reclamaram da alta dos preçosAndré Luiz Mello / Agência O Dia

A escolha do tipo de bacalhau é importante para quem quer economizar. A ceia mais barata encontrada, por exemplo, sai a R$113,58, contendo bacalhau desfiado dessalgado — R$ 17,90, o quilo nos Hipermercados Extra. A cesta de Natal mais cara, por sua vez, saiu a R$204,39, usando o lombo de bacalhau do Porto — que custa R$ 88 nas Casas Pedro.

Também foram considerados outros itens. Na opção mais econômica, o consumidor paga R$ 15,60 pela garrafa de vinho chileno, R$13,90 pelo panetone, R$ 10,99 pelo azeite e R$ 5,29 pela caixa de cerejas, todos no Mundial. Além disso, a ceia contém um quilo de batata a R$ 3,98 do Extra e um peru de quatro quilos, encontrado por R$ 45,92 no Guanabara.

Já a opção de ceia mais cara contém, além do lombo, vinho chileno a R$ 21,90, azeite por R$ 15,90, peru de quatro quilos a R$ 51,92 e caixa de cerejas a R$ 7,69, todos no Extra. Além de panetone de R$ 13,99 no Guanabara e um quilo de batatas a R$ 4,99, no Mundial.

Diretor social do Cadeg, atual Mercado Municipal, André Lobo conta que o bacalhau continua a estrela da mesa de Natal. “Vendemos 30% a mais do produto este ano, em comparação a 2013”, comemora.
Segundo ele, o valor do peixe varia entre R$ 30 e R$50 para as aparas e o lombo, respectivamente. “É o mesmo peixe. A diferença é que as aparas são mais finas. Mas podem render ótimos pratos, como Bacalhau a Gomes de Sá, ou à Espanhola, e até mesmo salada”, sugere.

Médico-nutrólogo, José Alexandre Portinho também acredita que o peixe desfiado ou em pedaços é uma boa opção para quem quer economizar. “A melhor combinação que existe é bacalhau com batata. Então a família pode fazer um escondidinho, que rende bastante”, avalia o especialista.

Com relação às bebidas, Portinho aconselha que se opte pelo vinho: “Principalmente o tinto seco, que tem menos açúcar. A cerveja combina com o verão, mas não com muita comida e pode gerar mal estar, além de ser mais calórica”.

De sobremesa, a tradicional rabanada deve ser feita no forno, em vez da frigideira, para reduzir a gordura. Mas a opção mais saudável, segundo o nutrólogo, são as frutas, como cereja, pêssego, uva e ameixa, que podem ser consumidas com sorvete.

Pratos mais baratos e nutritivos

O médico-nutrólogo José Alexandre Portinho dá dicas de receitas para deixar os pratos mais baratos e nutritivos. A rabanada, por exemplo, pode ser assada, em vez de frita. Economiza o óleo e contém menos gordura. Para fazer, basta misturar o leite com os ovos e o leite condensado em uma vasilha. Em seguida, molhe as fatias de pão e leve ao forno pré-aquecido.

O salpicão também é uma boa alternativa para o verão. Pode ser feito no dia 25 com sobras do peru do dia 24, por exemplo. E para ficar mais saudável, Portinho recomenda que se substitua a maionese pelo iogurte natural. Basta desfiar o frango ou o peru, e adicionar cenoura ralada, milho, uvas passas, batata palha ou outro ingrediente de sua preferência. Em seguida, acrescente o iogurte e mexa bem.

As carnes de porco e de peru, por sua vez, devem ser marinadas, em vez de temperadas com manteiga. O especialista recomenda que se faça mistura de vinho branco seco, alho, cebola e sal, e deixe as carnes mergulhadas por 24 horas. Depois, é só colocá-las para assar envolvidas no papel alumínio em um forno bem quente.

Consumidor sente aumento

Consumidores que deixaram para comprar em cima da hora podem sentir alta de preços em alguns produtos. É o caso das amigas Teresa Pires, 48 anos, e Norma Chagas, 65, que foram ao Cadeg ontem escolher vinhos para a ceia.

“Estamos analisando algumas marcas e preços para consumir na ceia e também dar como presente aos visitantes. Eu reparei um aumento muito forte em relação ao ano passado, cerca de 10%. Acho que esse Natal vai ser mais sóbrio”, brinca Teresa.

A cozinheira Valnete Gonçalves, 46, concorda: “Como a falta de tempo é grande, eu corri para conseguir comprar. Neste ano reparei um pequeno aumento, cerca de R$ 4 no quilo, mas não acho abusivo”.

PARA COMPLETAR A MESA

BOLINHO DE BACALHAU
Para quem não abre mão do bolinho de bacalhau na mesa, mas não quer botar a mão na massa, há opções prontas. O preço, porém, também varia bastante. No Mercado Municipal do Rio, antigo Cadeg, por exemplo, a massa para 20 unidades do quitute na loja Bacalhau & Cia sai a R$ 65. O Mundial, por sua vez, tem a opção congelada (12 unidades) da marca Ribeiralves por R$ 11,70. Na Lecadô do Shopping Grande Rio, o consumidor também encontra a iguaria já frita por R$ 80, o cento. O pedido mínimo para venda é de 20 unidades, que sai a R$ 16.

TORTAS E DOCES
Na MP Tortas Boutique, além dos produtos para encomendas que podem ser entregues até as 17h de amanhã, a loja vai ter para pronta entrega cupcakes natalinos, tortas salgadas e bolos da época. O horário de funcionamento de hoje vai ser das 10h às 19h e amanhã, das 10h às 17h. Já no Carmelo Armazém, o consumidor encontra rabanadas (R$ 4, a unidade) e torta de nozes (R$ 79), por exemplo. A Lecadô também tem tortas natalinas a R$69,90. Na Sabor Predilleto, do Santa Cruz Shopping, há torta de rabanadas assadas com leite condensado pelo valor de R$ 79,90.

CEIA
O Empório Farinha Pura faz entregas de encomendas hoje e amanhã. Mas para os atrasados, a loja tem uma vitrine de linha prática com produtos como o rosbife (R$ 89,90), couscous marroquino (R$ 92,50), salada de bacalhau com feijão fradinho (R$ 119,70), ratatouille (R$ 62,30), entre outros. O local funciona hoje das 7h à 0h e no dia 24 das 7h às 18h.

CESTA DE NATAL
A rede de supermercados SuperPrix oferece diversas opções de cestas. A mais barata sai a R$ 29,90, com panetone, vinho, mistura para bolo e uva passa, entre outros itens. Já a mais cara custa R$ 49,90 e contém espumante, azeite, vinho, panetone, azeitona, farofa, suco e feijão fradinho, entre outros produtos.

PADARIAS
Algumas padarias no Rio também oferecem opções de quitutes natalinos na última hora. É o caso da Tijuca Mix Emporium Gourmet, que vai vender rabanadas e bolinhos de bacalhau amanhã. A Talho Capixaba também oferece, além de vinhos, focaccias e pão preto com passas e nozes.

PARA O RÉVEILLON
As redes Pão de Açúcar e Extra só estão aceitando encomendas de ceias para as festas de Réveillon. Os pedidos podem ser feitos até o dia 29. O Kit Ceia Boas Festas (R$69,90) vem com lombo assado, arroz à grega, maionese de legumes e farofa de abacaxi. Já o Kit Clássico (R$ 169,90) serve até seis pessoas e tem um chester recheado de farofa rica, arroz festivo, salpicão de frango e torta de palmito.

Últimas de _legado_Economia