Coluna do Aposentado: Prazo de prova de vida termina nesta terça-feira

Quem não fizer a atualização de dados nas agências bancárias terá o pagamento do benefício suspenso pelo INSS

Por O Dia

Rio - O recadastramento de aposentados e pensionistas do INSS entra na reta final. Os segurados que ainda não fizeram a prova de vida têm somente mais dois dias para acertar a pendência com a Previdência. O prazo termina na terça-feira, dia 30, último dia útil do ano em que os bancos funcionam para atender ao público. Segundo o último levantamento do INSS feito dia 18 deste mês, 1,1 milhão de segurados ainda não se apresentaram para concluir o processo. Somente no Estado do Rio de Janeiro são 85.187 com pendências.

Quem não fizer a atualização de dados nas agências bancárias terá o pagamento do benefício suspenso pelo instituto. O INSS garantiu à coluna que não haverá extensão de prazo para os aposentados e pensionistas que não fizeram a prova de vida. Desta forma, esta semana é a última chance para que não tenham os benefícios suspensos pelo INSS. Os depósitos só voltarão a ser normalizados após a renovação da senha bancária.

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) divulgou comunicado no começo do mês destacando que as instituições financeiras funcionam para atendimento ao público até dia 30 deste mês. O Ministério da Previdência havia determinado como prazo final para o recadastramento o dia 31 de dezembro. Após o alerta feito pelo DIA, o INSS informou que vale o período de funcionamento dos bancos, ou seja, até o dia 30.

Em campanha recente, o INSS intensificou a necessidade de os segurados que ainda não atualizaram os dados devem procurar a agência bancária em que recebem os benefícios mensais para formalizar o procedimento. O objetivo é evitar que eles fiquem sem receber benefícios.

O procedimento é feito nos bancos onde os aposentados recebem mensalmente, sem necessidade de ir ao posto do INSS. Os aposentados e pensionistas precisam apresentar documentos de identificação com foto, como a identidade, a carteira de trabalho ou a de motorista. Os bancos que possuem a tecnologia da biometria podem usá-la neste recadastramento de senha.

Ao longo de recadastramento, as instituições financeiras comunicaram seus correntistas como fazer a prova de vida. No Itaú, por exemplo, o segurado pode usar o guichê de caixa de qualquer agência do banco apresentando documento e cartão. No Bradesco, os beneficiários receberam mensagens em comprovantes de saque com cartão e nas consultas de benefícios, saldos e extratos. O banco também usou a biometria nas máquinas de autoatendimento.

PROVA DE VIDA É OBRIGATÓRIA 

A prova de vida é um procedimento obrigatório e tem por objetivo, segundo o INSS, “dar mais segurança ao cidadão e ao Estado brasileiro, evitando pagamentos indevidos de benefícios e fraudes. A renovação da senha deve ser feita pelos segurados que recebem o pagamento do benefício por meio de conta corrente, conta poupança ou por cartão magnético.

POR PROCURAÇÃO

O INSS lembra que os segurados que não puderem ir ao banco, por motivos de doença ou dificuldades de locomoção, podem renovar a senha por meio de procurador devidamente cadastrado no instituto. Quem mora no exterior também tem como usar procurador registrado ou providenciar documento de prova de vida emitido pelo consulado brasileiro no país onde vive.

Últimas de _legado_Economia