Atenção é fundamental na hora da prova da Petrobras

Faltam dois meses e 10 dias para a seleção a cargos com salários de até R$ 8.866,74

Por O Dia

Rio - A pressão para estar bem preparado quando chegar o dia da prova do concurso da Petrobras aumenta a cada semana. Faltando apenas dois meses e 10 dias para seleção a cargos com salários que vão de R$ 3.095,97 a R$ 8.866,74, concurseiros não podem esquecer algumas dicas básicas nesta reta final de estudo. O certame acontece no dia 8 de março. Entre as indicações, está a de fazer o maior número de questões da banca (Cesgranrio), entender que conteúdos são mais frequentes e conhecer as pegadinhas para não cair nelas.

Para conquistar uma das 47 vagas imediatas ou uma das 2.655 oportunidades para formação de cadastro de reserva, para cargos de Níveis Médio, Técnico e Superior, Sérgio Camargo, advogado e especialista em concursos, diz que pode ser um diferencial ter domínio das matérias com temática ambiental e Língua Portuguesa.

“Para melhor aproveitamento do tempo de estudo, o candidato deve observar os temas que sejam exclusivos para o concurso, e dedicar boa parte do tempo a ele, especialmente os que se referem a meio ambiente, tema sempre recorrente nas provas da Petrobras, além de Português”, aconselha Camargo.

Diretor pedagógico da Academia do Concurso, Paulo Estrella chama a atenção para a contagem de pontos bem característica nas provas da Petrobras e de suas subsidiárias. Ele explica que nas disciplinas básicas as questões não são computadas para classificação, mas podem desclassificar.

Segundo Estrella, o concurseiro que não atingir 50% dos pontos, metade das questões dos conteúdos de conhecimentos básicos, é desclassificado. “Quem acertar mais da metade dos conhecimentos básicos está classificado, não importando se o candidato gabaritou todas as questões ou acertou uma questão a mais que o mínimo. Essas disciplinas não contam pontos para a classificação, nessas a pessoa deve ter conhecimento na medida certa, pois estudar exaustivamente esses conteúdos não somará pontos na prova”, esclarece.

Alunos do Sistema Educandus, Thuana Santiago, 21 anos, e Anderval do Nascimento, 37, decidiram estudar juntos. “Cada um de nós é bom em uma disciplina e um ajuda o outro”, afirma Thuana. “Conhecer as regras de Língua Portuguesa pode fazer a diferença na prova”, ressalta Anderval.

Exame de nível intermediário

Para Rodrigo Janiques, professor do Universo do Concurso, as provas da banca Cesgranrio costumam ser de nível intermediário e exigem dos candidatos capacidade de visualização e interpretação. “As questões normalmente não são longas e, portanto, pouco cansativas. Além disso, seguem um padrão de dificuldade mediano em que é adotado em todas as disciplinas da avaliação”, informa Janiques.

O advogado Sérgio Camargo diz que os candidatos ao cargo de Técnico de Operação Júnior passarão por uma prova física. Ele alerta para ter muito atenção ao exame que contará com barra fixa (só para homens), flexão abdominal, e corrida de 12 minutos. “Na barra fixa, o candidato que não atingir o mínimo de três repetições será reprovado. Para as mulheres será cobrado o teste estático de barra fixa. Por ser um exame difícil, para muitos, é bom começar o treinamento desde já”, adverte.

Últimas de _legado_Economia