Sucesso nos concursos: Dá para ficar pronto para outras provas

Algumas áreas, como a policial, têm a vantagem de preparar candidatos para vários concursos ao mesmo tempo

Por O Dia

Rio - Algumas áreas, como a policial, têm a vantagem de preparar candidatos para vários concursos ao mesmo tempo. Ao estudar para os cargos de agente, escrivão e papiloscopista da Polícia Federal, o concurseiro pode incluir, ainda, o Código de Trânsito e Física e ficar preparado para o certame da Polícia Rodoviária Federal (PRF), por exemplo.

Mas lembre-se: o melhor método de estudo é analisar provas anteriores. A banca responsável é a Cespe/ UNB e o candidato pode achar todos os exames no sitewww.cespe.unb.br.

Além disso, é importante fazer simulados. O concurseiro que pratica, não sente diferença entre o teste e a prova. O certame é feito com muito mais calma e agilidade!

Veja mais dicas.

Por Cláudia Jones

PERGUNTA E RESPOSTA

“Quero começar a me preparar para a área policial, como Polícia Federal ou Rodoviária Federal. Como devo iniciar os estudos para depois escolher qual das duas áreas vou seguir?”

Moisés, por email

Moisés, a principal vantagem do concurso para a Polícia Federal é que as disciplinas de estudo são iguais para os concursos de agente, escrivão e papiloscopista da PF. Também, ao incluir o estudo do Código de Trânsito Brasileiro e Física, o candidato ainda fica preparado para o concurso da Polícia Rodoviária Federal. Portanto, com o mesmo núcleo básico de matérias o concurseiro se prepara para vários cargos.

As provas são da banca Cespe/ UNB e o candidato pode achar todas as provas anteriores no site do organizadorwww.cespe.unb.br.

É muito importante o estudo por certames de outros anos. As questões servem para o ele verificar como a prova vai solicitar o que está estudando é o correto.

Mas lembre-se: há uma grande diferença entre estudar o conteúdo somente e o conteúdo já sabendo como ele vai ser solicitado na hora da prova, portanto, o estudo conjugado com a análise de provas anteriores é de fundamental importância.

Fazer simulados é o melhor caminho! Esses exercícios condicionam o candidato para a hora da prova.

Quando um candidato já fez uns dez simulados, o dia do exame será como mais um dia de exercícios.

Afinal, ele já está acostumando a chegar, sentar, se organizar, administrar o tempo de prova e de marcação do cartão.

O que você não pode esquecer é de começar a treinar fisicamente, pois conheço muitos alunos preparados teoricamente e que foram reprovados no teste de esforço. Portanto, cuide tanto da parte teórica quanto da sua preparação física.

O importante, entretanto, é procurar por um curso que apresente resultados objetivos em aprovações e que faça os simulados no mesmo estilo da banca organizadora. Além disso, não se esqueça do treino constante por questões anteriores.

Bons estudos!

Cláudia Jones é jornalista do site Questões de Concursos.

Últimas de _legado_Economia