Crédito imobiliário subiu só 3,4%

Previsão inicial do setor era de alta de 15% em 2014, mas crise frustrou as expectativas

Por O Dia

Rio - Os financiamentos imobiliários no Brasil subiram 3,4% em 2014, frustrando expectativas iniciais de um avanço de 15%, divulgou ontem a Abecip, a associação que representa as entidades de crédito do setor e poupança.

O volume de recursos para compra e construção de moradias considerando o Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) somou R$ 112,9 bilhões no ano passado, ante R$ 109,2 bilhões em 2013, quando o crescimento anual havia sido de 32%. Segundo a entidade, a média da alta do crédito ao setor entre 2003 e 2014 é de 45% ao ano.

“O que observamos foi a deterioração de vários indicadores da economia brasileira no ano”, afirmou o presidente da Abecip, Octavio de Lazari Junior, citando fatores como menor crescimento da economia, alta dos juros e diminuição da confiança do consumidor.

“Parece um crescimento pequeno, quase inexpressivo, mas ele é coerente com capacidade econômica que Brasil tem”, afirmou Lazari Junior, pontuando que o resultado do crédito imobiliário não é exatamente o que a Abecip gostaria.

Últimas de _legado_Economia