Por felipe.martins, felipe.martins
Rio -  Empresários optantes do sistema de tributação Simples Nacional estão recebendo boletos falsos que cobram uma suposta “taxa de renovação”, no valor de R$ 219, 76. A Receita Federal emitiu um alerta sobre o golpe, afirmando que não recolhe nenhuma taxa de quem está inscrito neste modelo de tributação.
“Só há duas formas de pagar o Simples. O microempreendedor recebe o carnê em casa, com um imposto que varia entre R$ 37 e R$ 42. No caso de empresas de pequeno porte, o empreendedor entra no portal, registra o faturamento e uma guia é gerada”, orienta Silas Santiago, secretário-executivo do Comitê Gestor do Simples Nacional. Ele explica que quem receber documentos suspeitos pode acionar a Receita no item “fale com o Simples”, dentro do portal do Simples Nacional na internet.
Publicidade
A Receita não sabe informar em quais estados a cobrança está circulando, mas segundo o contador Mateus Brito, da Exato Assessoria Contábil, clientes do Rio de Janeiro o procuraram contando ter recebido o documento. “Recebemos ligações de clientes que estavam quase pagando o boleto. Como o valor não é tão alto, o empresário prefere pagar achando que pode ter problemas depois”, afirma.
Os remetentes estão aproveitando o período de cadastramento de novas empresas no Simples para confundir os empreendedores. O prazo para a adesão ao regime simplificado de tributação termina amanhã.
Publicidade
Para aderir, interessados devem entrar no portal do Simples, no site da Receita (www.receita.fazenda.gov.br). É necessário ter o CNPJ e inscrição municipal. Para empresas que pagam ICMS, também é necessária a inscrição estadual. Até segunda-feira, a Receita recebeu 380 mil pedidos de adesão desde janeiro.