Por felipe.martins

Rio - Prestadores de serviço da Prefeitura de Mesquita que atuam em empresas contratadas pelo município estão com os salários de dezembro atrasados. Um grupo protestou nesta sexta-feira na sede de uma das companhias e conseguiu receber cheques somente com o valor do último mês. Mas faltam os pagamentos do 13º salário e dos vencimentos de janeiro.

A prefeitura informou à coluna que ocorreu “uma redução nos repasses de recursos dos governos federal e estadual, que atinge todos os municípios”. A medida ocasionou “desequilíbrio no orçamento e infelizmente acarretou atrasos nos pagamentos”. De acordo com a prefeitura, os vencimentos dos servidores cooperativados já começaram a ser regularizados nesta semana.

A auxiliar de serviços gerais Beatriz Ximenes, 50 anos, contou que os atrasos têm ocorrido desde outubro do ano passado: “É um absurdo termos que passar por essa humilhação. Trabalhamos com honestidade e dedicação e é isso que recebemos em troca. Nos pagaram com cheque já no fim da tarde, com isso, só vamos conseguir descontar na segunda-feira”. A funcionária disse ainda que não receberam previsão de novos pagamentos.

PROTESTO CONTRA CALOR EM AGÊNCIA DO INSS

Um protesto criativo chamou a atenção dos segurados do INSS no posto localizado na Travessa Mário Cinco Paus, no Centro de Porto Alegre (RS). Os servidores do instituto se fantasiaram nesta sexta-feira com boias e roupas de praia para denunciar a falta de condições de trabalho.

Eles reclamam que a refrigeração no prédio praticamente não funciona e que não há ventiladores em todas as salas nem bebedouros. A campanha foi organizada pelo Sindsprev-RS.

Protesto bem-humorado de agentes do INSSDivulgação

Segundo a diretoria do sindicato, também há problemas de acessibilidade ao prédio e falta fraldário para as seguradas cuidarem de seus filhos enquanto esperam atendimento. Com as altas temperaturas registradas nas últimas semanas aqui no Rio...Imagina se a moda pega?

Você pode gostar