Por felipe.martins, felipe.martins
Rio - Em sua primeira viagem oficial do segundo mandato, a presidenta Dilma Rousseff enfrentou nesta terça-feira vaias durante manifestação dos servidores do Poder Judiciário Federal, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Dilma foi inaugurar a Casa da Mulher Brasileira. O ato faz parte da campanha salarial da categoria deste ano para exigir a aprovação do Projeto de Lei 7.920/14. O documento concede reajuste salarial e reestrutura a carreira.
Além dos servidores federais, também participaram do protesto integrantes da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) e do Movimento Sem Terra (MST). O grupo gritou palavras de ordem contra Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Publicidade
Coordenador-geral do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário e Ministério Público da União no Mato Grosso do Sul (Sindjufe/MS), Eliezer Oliveira declarou ontem que a proposta era mostrar para a presidenta que a categoria não é a “parte mais fraca desse processo em que juízes recebem aumentos salariais e até auxílio-moradia, enquanto os demais servidores ficam à mingua”.
GREVE EM ITAGUAÍ
Publicidade
Os servidores da Prefeitura de Itaguaí vão entrar em greve a partir da próxima segunda-feira. A paralisação é em virtude do adiamento do reajuste salarial que seria concedido para o funcionalismo este mês e agora está previsto para daqui a quatro meses. Os servidores da Educação fazem assembleia na próxima quinta-feira para aprovar adesão ao movimento.
“MOSTRA O FUNDO”
Publicidade
O bloco carnavalesco “Mostra o Fundo que eu Libero o Benefício”, dos servidores do Rioprevidência, sairá pela quarta vez no Carnaval do Rio. Este ano será no dia 12 e o encontro vai acontecer na esquina da Rua da Quitanda com Rua da Alfândega, às 17 hs. A expectativa dos organizadores é de alcançar mais de mil pessoas. Mais em www.facebook.com/mostraofundo.
Publicidade


Publicidade