Pesquisa revela aumento do pessimismo em todos os setores da indústria

O levantamento foi feito em 2.846 empresas entre os dias 2 e 11 deste mês

Por O Dia

Brasília - O pessimismo aumentou em todos os segmentos da indústria nos últimos 12 anos, informou nesta terça-feira a Confederação Nacional da Indústria (CNI). O Índice de Confiança do Empresário Industrial acumula queda de 15 pontos no período. Em março, o índice caiu 2,7 pontos e está em 37,5 pontos, o menor desde janeiro de 1999, quando a pesquisa começou a ser feita.

De acordo com a CNI, foi a terceira queda consecutiva mensal do indicador, que está 19 pontos abaixo da média histórica, de 56,5 pontos. Os valores do índice variam de 0 a 100 pontos – abaixo de 50, ele indica falta de confiança.

A CNI informou também que a redução de 2,7 pontos no índice registrada neste mês na comparação com fevereiro mostra que os empresários estão cada vez mais pessimistas. Para técnicos da entidade, o resultado indica fraco desempenho da indústria e incertezas sobre o impacto das medidas de ajuste da economia, além de preocupação com a crise hídrica e o aumento do preço da energia.

A pesquisa mostra ainda que a falta de confiança ficou mais intensa nos últimos meses em todos os segmentos industriais. O levantamento foi feito em 2.846 empresas entre os dias 2 e 11 deste mês. Na indústria de transformação, o índice ficou em 37,2 pontos; na da construção, em 38,4 pontos e, na extrativa, em 40,7 pontos.

O levantamento indica que os empresários estão pessimistas com o futuro. O índice de expectativas em relação ao desempenho das empresas e da economia nos próximos seis meses caiu 2,7 pontos em março e ficou em 41,4 pontos, o mais baixo da série iniciada em janeiro de 1999.

Últimas de _legado_Economia