Receita nominal de serviços alcança crescimento de 1,6%, informa IBGE

Os números se referem à Pesquisa Mensal de Serviços

Por O Dia

Rio - A receita nominal do setor de serviços registrou, em janeiro deste ano, crescimento de 1,6%, comparativamente ao primeiro mês do ano passado, o menor da série histórica iniciada em janeiro de 2012, segundo informações divulgadas nesta terça-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os números se referem à Pesquisa Mensal de Serviços (PMS).

A PMS produz indicadores que permitem acompanhar o desempenho conjuntural do setor de serviços no país. Setor de serviços (também conhecido como terciário) é aquele que engloba as atividades de serviços e comércio de produtos. É um dos três setores da economia: os outros são o primário (agricultura, extração mineral etc) e o secundário (industrialização).

O resultado é inferior aos 4% de crescimento da receita nominal registrada em dezembro do ano passado e também de novembro, que foi 3,7%. Com o resultado, a receita nominal do setor de comércio fecha os últimos 12 meses com expansão acumulada de 5,4%.

Segundo o IBGE, o setor de serviços fechou 2014 com alta acumulada de 6%, também a menor da série histórica. Em 2013, o faturamento do setor avançou 8,5%, depois de ter crescido 10% em 2012.

A PMS é o indicador conjuntural mensal que abrange as atividades do segmento empresarial não financeiro, exceto os setores da saúde, educação, administração pública e do aluguel.

Últimas de _legado_Economia