Previdência responde pela maior parte do déficit do Governo Central

A informação foi divulgada pelo Tesouro Nacional

Por O Dia

Brasília - O déficit de R$ 7,4 bilhões registrados pelo Governo Central – Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central – teve como principal responsável a Previdência Social, que ficou deficitária em R$ 5,9 bilhões. Também contribuiu para o resultado, o déficit de R$ 1,5 bilhão registrado pelo Tesouro Nacional. Já o Banco Central apresentou superávit de R$ 22 milhões. Os valores constam de balanço divulgado nesta terça-feira pelo Tesouro Nacional.

De acordo com o balanço, houve um decréscimo de 26,8% das receitas do Governo Central entre janeiro e fevereiro, o que corresponde a uma queda de R$ 33,6 bilhões nas receitas desse período. Em janeiro de 2015, a receita estava em R$ 125,4 bilhões, e em fevereiro ela caiu para R$ 91,8 bilhões.

Já as despesas do Governo Central tiveram decréscimo de R$ 14,7 bilhões na comparação entre os dois primeiros meses de 2015. Isso representa uma queda de 26,5% – resultado obtido a partir do decréscimo de R$ 16,1 bilhões nas despesas do Tesouro e do aumento de R$ 1,3 bilhão nas despesas da Previdência Social.

Se comparado a fevereiro de 2014, esse resultado primário apresentou queda de R$ 4,2 bilhões: as receitas aumentaram R$ 4,8 bilhões (5,5%) e as despesas subiram R$ 9,3 bilhões (13,7%).

Considerando o acumulado dos dois primeiros meses, o resultado primário do Governo Central registrou queda de R$ 6,8 bilhões (68,8%) em 2015, na comparação com 2014. Naquele ano o superávit ficou em R$ 9,9 bilhões. Em 2015, caiu para R$ 3,1 bilhões.

Ainda considerando o acumulado dos dois primeiros meses do ano, as receitas aumentaram em R$ 5,1 bilhões (2,4%) na comparação entre 2014 e 2015. De acordo com o Tesouro Nacional, desse total, R$ 4,6 bilhões se devem às receitas obtidas a partir de impostos, enquanto R$ 2,7 bilhões tiveram origem em receitas de contribuições. Houve, no entanto, uma queda de R$ 3,4 bilhões nas demais receitas.

Já as despesas do Governo Central aumentaram R$ 11,8 bilhões (7,5%). Deste total, R$ 7,4 bilhões tiveram como origem as despesas da Previdência Social. Outros R$ 2,6 bilhões foram despesas de custeio e capital.

LEIA MAIS 

Governo Central registrou déficit de R$ 7,4 bilhões em fevereiro


Últimas de _legado_Economia