Excesso de tempo dedicado à internet pode gerar estresse

Nos dias úteis, 36% dos brasileiros estão checando os seus celulares a cada cinco minutos

Por O Dia

Rio - Você tem andado abatido, cansado, estressado e não sabe exatamente por quê? Não seria pelo excesso de tempo dedicado à internet? Pode ser algo assim. O Facebook, por exemplo, me parece cada vez mais irritante. Sem falar no WhatsApp, que solicita atenção o tempo todo, assim como o e-mail.

Nada menos que 80% dão uma conferida no smartphone a cada meia horaEditoria de Arte

E vai piorar. Imagine que justamente o Facebook está testando o compartilhamento de notícias da sua timeline também para o WhatsApp. Ou seja: você estará cada vez mais vulnerável aos inúmeros posts que seus ‘faceamigos’ amam compartilhar para todos, indiscriminadamente, sem saber se é ou não do seu interesse.

Por outro lado, os números dizem que, no geral, a gente gosta mesmo de sofrer assim. A Qualcomm e o Ibope divulgaram semana passada uma pesquisa mostrando a quantas anda o relacionamento entre o brasileiro e alguns apps gratuitos disponíveis no seu smartphone, os chamados serviços OTTs (over the top), tipo WhatsApp, Viber ou Facebook, que distribuem conteúdo pesado sem controle das operadoras tradicionais.

Segundo o levantamento, feito no ano passado, 89% dos usuários usaram serviços de mensagens desses e de outras empresas. Consequência prática para a sua vida: nos dias úteis, 36% dos brasileiros estão checando os seus celulares a cada cinco minutos. CINCO minutos! E 24% dos usuários fazem o mesmo a cada 15 minutos, enquanto 20% , a cada 30 minutos.

No fim das contas da pesquisa, nada menos que 80% dão uma conferida no smartphone a cada meia hora. O uso desses serviços cresceu 164% na comparação com o ano anterior. Para tristeza das operadoras, o uso dos serviços de voz tradicionais despencou 64%. E depois a gente não sabe por que anda tenso.

>>> Ganhar dinheiro para ver filmes? Quem não quer? Pois quem puder deve dar uma espiada na proposta da Netflix em nflx.it/taggerbrasil. A empresa está procurando pessoal para classificar os filmes que ainda serão jogados na rede. Horário flexível. Tentador.

NOTAS

MERCADÃO
Parece exagero, mas o IDC garante que os brasileiros compraram nada menos que 104 celulares por minuto no ano passado. Foram 54,5 milhões de aparelhos vendidos no período. A Motorola passou a LG e ficou no segundo posto em vendas, principalmente por causa da linha Moto G. A Samsung manteve o primeiro lugar, com 43% do mercado.

VAMOS LER?
Os e-readers Kindle e Kindle Paperwhite, da Amazon, começam a ser vendidos também no Carrefour. Muito bom, porque o negócio é popularizar o mercado de livros digitais. Mas tem o seguinte: não entendo por que existem e-books mais caros que sua versão em papel. Agora mesmo vi que “A loja de tudo”, sobre a própria Amazon, custa R$ 14,90 na versão em papel, contra R$ 22,41 na versão Kindle. Há outros tantos exemplos. Me parece um vacilo das editoras. Ou não?

Últimas de _legado_Economia